Sete alunos da rede estadual passam para Medicina no Piauí

Pelo menos sete alunos da rede estadual de ensino foram aprovados em Medicina. As aprovações ocorreram na Universidade Federal do Piauí, Universidade Federal do Maranhão e Universidade Federal do Vale do São Francisco (PE).

Os aprovados em Medicina na UFPI foram: Melissa Miranda Lustosa Sousa, estudante do Centro de Educação em Tempo Integral (CETI) Pedro Sá, de Oeiras; João Victor Uchôa, que cursou o Ensino Médio no CETI Didácio Silva; Lívia Rocha Santos, da U.E São Paulo; José Alessandro Santos e Antônia Márcia Sousa Cardoso, ambos da Unidade Escolar Venância Lages Veloso, de Cabeceiras do Piauí; e Camila Maria Coelho de Moura, aluna da U.E. Dom Joaquim do Rêgo, da zona rural de Ipiranga do Piauí. 

Para Medicina na Universidade Federal do Maranhão (UFMA) foi aprovado até agora Alysson Alves, da U. E. Luís Teixeira, de Luzilândia.

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) divulgou os nomes na tarde desta segunda-feira (28), após liberação do resultado da primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Até o momento, a Seduc já conta com 39 aprovações em diversos cursos.

Para o secretário da Educação, Hélder Jacobina, ressaltou que a Seduc está levantando a quantidade de alunos aprovados na primeira chamada do Enem. “Agora vamos aguardar mais resultados positivos desse Enem 2018 e continuar as ações da Seduc para o exame de 2019”, disse.

A futura médica, Melissa Miranda, comentou que os professores sempre a incentivaram a estudar e que se dedicou às matérias que tinha mais dificuldade, e que eram mais significativas para a prova. Ela foi aprovada em 2º lugar dentre as seis vagas de Medicina para estudantes cotistas, na Universidade Federal do Piauí (UFPI) de Parnaíba.

“Terminei o Ensino Médio com uma boa nota, mas não foi suficiente para Medicina. Fiz um ano de cursinho preparatório e foquei no que eu havia feito de errado no ano anterior, aprimorando meu conhecimento. Fiz muitos exercícios, tirei dúvidas com os professores e cuidei também da minha saúde mental, que é muito importante durante o ano de preparação. Dessa forma, minha nota aumentou bastante e eu pude alcançar a aprovação”, revela Melissa.

O diretor da escola de Melissa, Edgar Sousa, relata que até o momento foram 15 aprovações para diversas graduações. A escola também teve a aluna Laynara Vitória Vieira aprovada para Medicina na UNIVASP (PE).

 “É um resultado excepcional dos nossos alunos. Ações como aulas dinâmicas, realização de projetos que elevam à aprendizagem, professores compromissados, além de procurar trazer a família para parte deste processo, dando suporte que alia conhecimento e resultado são fatores que contribuíram para nosso bom desempenho”, disse o diretor.

Fonte: cidadeverde.com