Foto reprodução

Moisés nada fazia sem a orientação do Senhor, afinal ele estava á frente do povo, mas na dependência total de Deus. Moisés era apenas um instrumento e sabia disso e nunca tirou a glória devida apenas ao Nome do Senhor.

Um dia Deus deu uma ordem e uma promessa ao Seu servo Moisés e disse: “Envia homens que espiem a terra de Canaã, que eu hei de dar aos filhos de Israel; de cada tribo de seus pais enviareis um homem, sendo cada um príncipe entre eles. “ (Números 13:2). A ordem: envia homens que espiem a terra de Canaã. A promessa: que Eu hei de dar aos filhos de Israel.
Moisés fez a seleção dos príncipes e os enviou para espionar a terra de Canaã, entre os escolhidos estavam Josué (que na época se chamava Oséias) e Calebe, cada um representando sua respectiva tribo. Muito bem. Os homens foram lá e fizeram seu trabalho, de trazer um relatório sobre tudo o que viram aos hebreus.
Basicamente, Moisés queria saber como era a terra e quem eram os povos que habitavam nela. Os homens saíram e depois de quarenta dias voltaram com um relatório detalhado de tudo o que viram e disseram a Moisés e a toda congregação, que a terra era ótima, verdadeiramente uma terra que mana leite e mel, mas quanto aos habitantes delas… aí pegou!
Os espias relataram que os habitantes daquela terra eram muito fortes e poderosos, que havia cidades grandes e fortificadas e pior, eles viram os filhos de Anaque, que eram descendentes dos gigantes, enormes, e os espias viram a si mesmos como gafanhotos perto daqueles gigantes. Foi o suficiente para desesperar os hebreus e olha o que diz o texto: “Então toda a congregação levantou a sua voz; e o povo chorou naquela noite. “ (Números 14:1).
A situação ficou bem feia e os hebreus fizeram o que sabiam fazer de melhor: murmurar contra Moisés e Arão e culpar Deus por tudo, até pelo que nem tinha acontecido e disseram: “E por que o Senhor nos traz a esta terra, para cairmos à espada, e para que nossas mulheres e nossas crianças sejam por presa? Não nos seria melhor voltarmos ao Egito? “ (Números 14:3). E cogitaram até constituir um capitão que os levasse de volta ao Egito.
Somente dois espias destoaram do relato dos outros dez homens, foram Josué e Calebe e quando a confusão tomou conta do arraial dos hebreus, eles rasgaram suas vestes e disseram aos hebreus: “Se o Senhor se agradar de nós, então nos porá nesta terra, e no-la dará; terra que mana leite e mel. “ (Números 14:8).
Era fato que a terra de Canaã era uma terra fértil e bonita, também era fato que a terra estava toda habitada, inclusive por gigantes, mas Josué e Calebe consideraram mais a promessa de Deus, lembra? “Que eu hei de dar aos filhos de Israel”. Isso era suficiente para os dois rapazes cheios de fé, afinal havia uma promessa e ela seria cumprida, não importando o povo que habitavam Canaã, podiam ser anões, ou gigantes, verdinhos ou vermelhinhos, terráqueos ou alienígenas, mas se Deus prometeu, Ele cumprirá.
Se você achou horrível a atitude de descrença dos dez espias de Israel, saiba que esse show de falta de fé, não é um “privilégio” deles. Nós também somos craques em falta de fé, fazemos até tutoriais de falta de fé em nossa vida cotidiana e sabe por que? Por causa da visão horizontal. Como assim? A visão humana é horizontal e rasa, além de míope. É a visão vertical que nos ensina a depender do Senhor e a crer em todas as suas promessas.
Veja o que está escrito: “Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria? “ (Números 23:19). Isso explica tudo: Deus não vai fazer como eu e você que nem sempre cumprimos a nossa palavra, Ele é Deus e Sua palavra é fiel e verdadeira. Se olharmos as coisas que nos acontece com a visão horizontal, certamente não chegaremos longe em nossa carreira cristã, mas se olharmos firmemente para Jesus, Autor de nossa fé, aí, sim, nossa jornada será feliz e bem-sucedida.
Fonte:sombradoonipotente