Muita gente compara nas redes sociais a política brasileira às séries americanas. Cheias de plot twists (as reviravoltas), os telespectadores ficam chocados durante alguns episódios dos programas americanos de maior sucesso.

Poucas vezes essa comparação fez tanto sentido quanto em 2019. Jair Bolsonaro tomou posse no primeiro dia do ano e, desde então, várias coisas surpreendentes aconteceram, entre elas várias demissões dentro do governo.

Apoiadores do presidente também mudaram suas posições e deixaram de apoiar todas as suas declarações. Suas falas, aliás, são outro ponto importante do momento político atual, já que boa parte da população discorda de diversos pontos.

Mais uma dessas reviravoltas aconteceu nesta terça-feira (13). De acordo com o portal G1, o ex-ator Alexandre Frota, que foi eleito deputado federal em São Paulo com 155 mil votos, acaba de ser expulso do PSL, que é o partido de Jair Bolsonaro.

O pedido da expulsão de Frota partiu da também deputada Carla Zambelli, que faz parte do mesmo partido. A decisão foi tomada depois que a sigla fez uma reunião em Brasília anunciada por Luciano Bivar, presidente do PSL.

No ano passado, o deputado, que foi eleito nas Eleições de outubro, gerou fortes polêmicas justamente por suas posições políticas de apoio ao então candidato à presidência. Com o passar do tempo, no entanto, ele passou a tecer críticas ao governo.

Alexandre Frota chegou a se declarar decepcionado com Bolsonaro, além de reclamar da falta de articulação do presidente com os parlamentares. O deputado ainda criticou a iminente nomeação de Eduardo, filho do político, para a embaixada do Brasil nos EUA.

Vale lembrar que Frota se absteve na análise da proposta da Reforma da Previdência no segundo turno. Ele contrariou a orientação de seu partido após ser retirado da vice-liderança do PSL na câmara. Com as informações do portal lover tube.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui