Anitta lamenta assassinato de bailarino: ‘Isso tem que acabar’

O falecimento do bailarino, que também trabalhava como bartender veio a público na última terça (10) e movimentou as redes sociais.

De acordo com pessoas próximas ao rapaz que não quiseram se identificar ao jornal ‘Extra’, a morte teve como motivação uma vingança

O dançarino Rodrigo Motta, de 28 anos, que ficou conhecido pela participação no clipe ‘Vai Malandra’, de Anitta, foi morto na segunda-feira (9), na favela do Vidigal, no Rio de Janeiro.

O falecimento do bailarino, que também trabalhava como bartender veio a público na última terça (10) e movimentou as redes sociais.

Por meio do Twitter, Anitta se pronunciou sobre o assunto e lamentou a perda. “Meus sentimentos à família e amigos do Rodrigo Motta que participou do meu clipe de Vai Malandra. Recebi essa notícia pela internet e fiquei estarrecida. Matar ou morrer virou algo banal no Rio de Janeiro. Isso tem que acabar”.

Rodrigo teria se envolvido em uma briga na última semana e a pessoa voltou para resolver as contas com o dançarino. O bartender levou um tiro na perna e no pé, seguido de agressões.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro ainda não tem informações oficiais sobre o caso.



 


Fonte:Redação Manchete Net/Bahia.ba/jivanildobina.com