Após sair da Globo, Alexandre Garcia bate o martelo e toma decisão sobre ida para o governo Bolsonaro

Como o TV Foco publicou nesta sexta-feira (28), o jornalista Alexandre Garcia pediu demissão da Globo após 30 anos de trabalhos na emissora. Com isso, o futuro do jornalista começou a ser especulado, mas pelo menos um dos trabalhos do profissional já foi anunciado.

Alexandre Garcia ao lado de Carla Vilhena (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Alexandre Garcia ao lado de Carla Vilhena (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Isso porque o próprio jornalista anunciou em seu perfil do Twitter que terá um canal próprio. “Terei meu canal, sim. E não deixarei meus ouvintes de rádio e leitores de jornal e Twitter”, escreveu ele em resposta à ex-jogadora de vôlei Ana Paula Henkel.

Alexandre Garcia não só foi cotado como também foi sondado pela equipe do presidente Jair Bolsonaro, mas acabou recusando. Foi o próprio jornalista que confirmou o chamado em um programa de rádio. No entanto, engana-se quem pensa que Alexandre terá pouco trabalho agora que saiu da Globo.

Isso porque ele revelou nesta quarta (02) que tem contrato com 15 jornais e 280 emissoras de rádio. “Mesmo sem Globo, hoje não posso deixar na mão os 15 jornais que recebem meu artigo semanal e as 280 emissoras de rádio que amealhei ao longo de 30 anos, e que recebem meu comentário diário, por contrato”, declarou em texto divulgado.

Alexandre Garcia auxiliando João Figueiredo (Foto: Reprodução)
Alexandre Garcia auxiliando João Figueiredo (Foto: Reprodução)

Além disso, ele revelou um episódio envolvendo sua esposa e o presidente da Ditadura Militar João Figueiredo. “Certa vez, em casa, minha mulher irrompeu ao banheiro com um ultimato: ‘Ou eu ou o Figueiredo’. E optei por Figueiredo. Tive a honra de anunciar que a sucessão de Figueiredo seria civil”, comentou o jornalista.

fonte: tvofoco.com.br