Programa com formato definido por Silvio Santos, o Triturando derrubou o ibope vespertino do SBT na segunda-feira (11).

Exibida das 15h15 às 16h30, a atração registrou apenas 3,8 pontos na Grande São Paulo e entregou para o Casos de Família na quarta colocação, atrás do Brasil Urgente, da Band. O desempenho é pior que o do Fofocalizando.

Nas quatro segundas anteriores, quando o formato de fofocas estava no ar, o vespertino registrou 4,6 pontos. Em abril, o Fofocalizando fechou com 4,8 de média nesse dia da semana e não havia ficado abaixo dos 4,4 pontos nenhuma vez.

O Triturando estreou na sexta-feira (8). A versão mais longa, que ocupou o horário do Casos de Família, registrou 4,6 de média das 15h15 às 17h30, e também acabou superada pela Band.

A decisão de acabar com o Fofocalizando partiu de Silvio Santos, que passou a assistir ao vespertino com mais atenção durante a quarentena. Fontes do alto escalão ouvidas pelo Notícias da TV afirmam que o patrão se divertia muito com o Fofobyte, um robozinho que ficava ao lado da apresentadora Chris Flores durante o Tritura ou Não Tritura. Em sua avaliação, era o quadro mais agradável da atração.

O dono do SBT exigiu que seus apresentadores sejam mais opinativos no Triturando. Diariamente, entram na roda de debate notícias de diversos assuntos, até mesmo políticas. E todos estão livres para comentarem o que quiserem, desde que não sejam desrespeitosos e não causem conflitos externos. Na estreia, Chris Flores criticou a entrevista da secretária Regina Duarte.

Fonte/natelinha