Alimentos para eliminar toxinas podem ser grandes aliados na perda de peso, mas especialistas avisam que não existe fórmula mágica


Poluição, agrotóxicos, fumaça de cigarro, cosméticos em excesso… Você já parou para pensar em como estamos expostos a substâncias intoxicantes em nosso dia a dia? Para ajudar o corpo a eliminar tanta coisa ruim — e, de quebra, eliminar alguns quilinhos — a alimentação conhecida como “detox” é uma alternativa.

O acúmulo de substâncias maléficas, de acordo com Bruna Neuhauss, nutricionista da clínica Nutrivida, causa uma série de problemas de saúde, como doenças inflamatórias, distúrbios hormonais e até mesmo psicológicos. “Uma dieta detox bem embasada envolveria eliminar tudo o que está intoxicando o organismo, além de acrescentar alimentos que ajudam o corpo a eliminar toxinas”, frisa. “Mas é sempre importante ter em mente que são os órgãos que farão essa eliminação e não a sopa. Não tem nada de mágico”.

Bruna explica que é importante apostar em alimentos capazes de dar uma mãozinha para os rins e para o fígado, órgãos responsáveis pela metabolização e eliminação de toxinas. Nesse sentido, ela explica que vegetais de cor verde escura, como a couve, além de fontes de ferro, como a beterraba, e de vitamina A, são algumas opções de ingredientes que não podem faltar.

Para perder peso, a sopa “detox” é apenas um pontapé inicial. Pobre em calorias e rica em fibras que facilitam a digestão e dão sensação de saciedade, o prato serve para começar o regime sem passar fome e de forma saudável. Além de nutrientes antioxidantes, a sopa diminui a retenção de líquidos.

Victor Hugo, também nutricionista, explica que, para quem quer perder peso, a sopa entra como uma parte do cardápio, mas não deve jamais ser a única opção de refeição. Viver só de sopa, na verdade, pode causar o efeito oposto. “A tendência de uma pessoa que passa três dias só tomando sopa é atacar uma pizza inteira depois”, alerta. “Emocionalmente, isso não é saudável para ninguém”.

Também é preciso ter cuidado com promessas exageradas, segundo Victor Hugo. “Sopa não é poção mágica. O problema dos alimentos chamados ‘detox’ é que algumas pessoas encaram como se fosse um produto milagroso, que fosse resolver todos os problemas”, justifica. O ideal, de acordo com o nutricionista, é seguir a velha cartilha conhecida por todos: investir em uma alimentação saudável e em exercícios físicos regulares.

Como preparar uma sopa detox:

  • Escolha ingredientes com propriedades desintoxicantes, como couve, alho poró, tomate, pimentão, salsinha, salsão, abobrinha com casca, cebola, repolho, cenoura e chuchu;
  • Escolha 3 ou 4 ingredientes dessa lista e leve-os para cozinhar, em fogo baixo, para manter todos os nutrientes dos legumes;
  • Tempere com ervas aromáticas, como alho, hortelã e manjericão. Não use caldos de carne ou de legumes nem sal.

(Com informações do portal Tua Saúde)