Votações estão previstas para acontecer no próximo sábado (16)

À véspera das eleições gerais da Nigéria, pelo menos 66 pessoas morreram em uma onda de violência que atinge o estado de Kaduna, no norte do país, informaram as autoridades locais nesta sexta-feira (15).

De acordo com Samuel Aruwan, porta-voz do governador de Kaduna, os ataques ocorrem desde quinta-feira (14) em Kajuru, uma área dominada por bandidos armados e fanáticos religiosos.

Entre as vítimas há 22 crianças e 12 mulheres. “As agências de segurança informaram hoje a recuperação de 66 corpos em ataques de criminosos em várias aldeias dispersas no eixo Maro Gida e Iri de Kajuru”, disse Aruwan em comunicado. Segundo o porta-voz, o governo condena todos os atos e se solidariza com as famílias das vítimas.

Agentes de segurança foram mobilizados para a região e diversas pessoas foram detidas.

O país mais populoso da África e maior potência petroleira do continente irá às urnas neste sábado (16) para escolher seu sexto presidente democraticamente eleito desde o fim do regime militar, em 1999. O atual presidente Muhammadu Buhari tenta a reeleição para um segundo mandato e disputa com outros 71 candidatos, além do ex-vice-presidente Atiku Abubakar, do Partido Democrático Popular (PDP), seu principal adversário. As eleições têm um número recorde de concorrentes (73).

Ao todo, 84 de 203 milhões de habitantes estão registrados para eleger o presidente e a composição do Parlamento. Já governadores e legisladores serão escolhidos apenas no dia 2 de março. (ANSA)

Fonte:Gazeta Web.