Sarah Luiza Mahle Sehn, Anna Bela Fernandes de Barros e Murilo Massing – Foto: Arquivos pessoais/Divulgação ND

As três crianças mortas no ataque em uma creche de Saudades serão enterradas lado a lado no cemitério da pequena cidade do Oeste de Santa Catarina.

As vítimas eram todos bebês, identificados como Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses, Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses, e Murilo Massing, de 1 ano e 9 meses.

Além das crianças, a professora Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos, e a agente educadora Mirla Amanda Renner Costa, de 20 anos, também foram mortas pelo jovem de 18 anos, autor do crime brutal. Ele entrou na escola com uma Katana, tradicional espada japonesa, popularmente conhecida como espada ninja, e desferiu golpes contra as crianças e educadoras.

O velório das vítimas acontece na manhã desta quarta-feira (5). Os familiares das crianças ficaram a todo o momento ao lado dos caixões, muito abalados.

Crianças vítimas do ataque em Saudades serão enterradas lado a lado – Foto: Willian Ricardo/NDCrianças vítimas do ataque em Saudades serão enterradas lado a lado – Foto: Willian Ricardo/ND

A dor de todas as mães

“Nenhuma mãe quer passar por essa tragédia”. Assim Alexandra Drachler Bach resumiu o sentimento de todas as mães que souberam do ataque brutal em Saudades.

Muito emocionada com a filha no colo, a pequena Ana Julia, de 10 meses, ela contou que conhecia todas as vítimas. “Como os pais vão superar? Não faço nem ideia. Espero que jamais isso aconteça novamente”, disse ao contar que conhecia todas as vítimas.


“Com as informações do ndmais