Acusado de ter participado do assassinato de um cabo do Bope, Igor Andrade Sousa, de 23 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira (07/02) após meses acamado depois de ter sido baleado.

O cabo Claudemir de Paula Sousa foi assassinado em dezembro de 2016 na frente de uma academia no bairro Saci, Zona Sul de Teresina.

Igor foi baleado enquanto estava em um bar no bairro Parque Piauí em agosto de 2019. Ele foi atingido no abdômen, passou por cirurgia, mas acabou falecendo após complicações.

Por conta do seu estado de saúde, o julgamento dele foi adiado quatro vezes. Igor seria o articulador do crime, que teriam como mandantes Ocionira Barbosa, com quem o cabo teve um relacionamento, e Leonardo Ferreira Lima. Outras quatro pessoas também são acusados de envolvimento no crime.

Esse é o segundo acusado de matar o cabo que morre. Weslley Silva, executor do crime, morreu em agosto de 2018 após troca de tiros com a polícia.

Thais Monait Meris, outra acusada, foi espancada por populares após tentar realizar um roubo na Zona Leste de Teresina, em abril de 2018.

Maria Ocionira Barbosa de Sousa, acusada de ser co-autora do assassinato do cabo, disse ter sido agredida enquanto esteve presa na Penitenciária Feminina de Teresina, em abril de 2019.


Fonte:Redação Manchete Net/180grauss