Flamengo sentiu os desfalques de Gabigol e Cuéllar, pagou por uma defesa ainda desentrosada – que teve a estreia de Filipe Luís – e foi presa fácil para o Bahia, neste domingo


Com uma atuação iluminada do centroavante Gilberto, que marcou os três gols da partida, válida pela 13ª rodada do Brasileirão, o Tricolor baiano fez 3 a 0, na Arena Fonte Nova, e voltou a vencer depois de sete jogos. Foi a primeira vez que o Fla sofreu três gols em 2019.

A derrota deixa a equipe de Jorge Jesus a oito pontos do Santos, líder da competição. O Flamengo busca recuperar-se no próximo sábado, diante do Grêmio, no Maracanã. O Bahia, por sua vez, chega aos 19 pontos – que o mantêm no meio da tabela. Na próxima rodada, os baianos visitam o Palmeiras no domingo, no Allianz Parque.

JOGO BRIGADO

O duelo às margens do Dique do Tororó começou muito faltoso. Rafinha, para frear o bom início de jogo Moisés, foi amarelado logo aos cinco minutos. Foi dos pés do lateral-direito, porém, que saiu o cruzamento para Arrascaeta exigir de Douglas a primeira boa defesa do jogo.

SEM PENITÊNCIA

A linha de zaga adiantada, um dos principais do Fla e Jorge Jesus, falhou mais uma vez. Nino lançou, Gilberto correu nas costas da defesa e saiu sozinho, na cara de Diego, para abrir o placar. O gol, anulado a princípio, foi validado pelo VAR. Depois, nova pane: Marí recuou mau para Diego Alves, que numa falha grotesca, sob pressão, entregou nos pés de Gilberto. De novo, o camisa 9 não perdoou e chutou para o gol vazio, aumentando a contagem.

GIBAGOL!

Nos acréscimos da primeira etapa, após escanteio para o Rubro-negro, Artur ficou com a sobra, puxou um contra-ataque de manual e entregou para Gilberto, novamente sozinho de frente para a meta, marcar mais um. A equipe baiana, que estava há quatro jogos sem marcar, chegava ao seu terceiro gol.

FERROLHO BAIANO

O Flamengo voltou para o segundo tempo alugando o campo de ataque na Fonte Nova, mas não conseguia furar o ferrolho baiano. Durante 45 minutos, o Rubro-negro rondou a área adversária, mas parou nas atuações inspiradas de Nino e Juninho, e ainda deu contra-ataques. Diego Alves, que falhou na etapa inicial, evitou um placar ainda mais elástico com três grandes defesas. No fim do jogo, o centroavante Fernandão ainda levou um vermelho direto mal explicado, e saiu esbravejando contra a arbitragem. Fonte:Terra/cozinhando o galo.