Deputado federal Ricardo Barros é o líder do governo na Câmara (Valter Campanato/Agência Brasil)

O líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), rebateu as denúncias feitas pelo deputado Luis Miranda (DEM-DF) sobre seu suposto envolvimento na compra da vacina indiana Covaxin.

Barros disse que as acusações de Miranda “não possuem embasamento” e voltou a colocar-se à disposição da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, para prestar esclarecimentos.

Barros rebateu as declarações feitas por Miranda em entrevista ao Correio Braziliense.

Conforme apontou Miranda, em sua denúncia, o nome do líder do governo na Câmara não foi citado de imediato para preservar sua imagem. Mas, depois, Barros foi apontado por Miranda na CPI como sendo o pivô das supostas irregularidades na compra do imunizante Covaxin.

– A cada entrevista do deputado Luis Miranda, fica evidente que as citações a meu nome não possuem embasamento – declarou Barros no Twitter.

– Reafirmo que quero transparência nesse caso e estou à disposição para esclarecimentos da CPI – reiterou Barros.

“Com as informações do Pleno News