Cantor Belo é intimado a depor sobre show no Complexo da Maré Foto: Divulgação

Nesta quarta-feira (17), o cantor Marcelo Pires Vieira, conhecido como Belo, foi preso pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Ele é investigado por conta de um show feito no Complexo da Maré, Zona Norte da cidade, apesar das proibições em função da pandemia do novo coronavírus.

Uma evento aconteceu no último sábado (13), no interior da Escola Municipal do Parque União, sem autorização da Secretaria Municipal de Saúde, a polícia investiga a invasão ao colégio.

Belo foi flagrado em um show clandestino (Foto: Reprodução)

Um inquérito foi aberto pela DCOD que, nesta quarta, cumpriu quatro mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão. Uma das buscas foi na sede da empresa que organizou o show de Belo, a produtora Série Gold.

Além de Belo, os mandados de prisão preventiva foram contra Célio Caetano, sócio da produtora; Henriques Marques, o Rick, sócio da produtora; e Jorge Luiz Moura Barbosa, o Alvarenga, chefe do tráfico no Parque União.

A polícia informou que todas as pessoas envolvidas no evento serão ouvidas. Belo terá que esclarecer quem pagou o cachê.

*Com as informações do Pleno News