Ao falar sobre a possível divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, Jair Bolsonaro disse que se trata de uma “última cartada midiática” para atingir seu governo.

“O depoimento do [Sergio] Moro, com todo o respeito… Quem leu, viu que não tem acusação nenhuma. O do [Maurício] Valeixo, a mesma coisa”, afirmou.

“Esse vídeo agora é a última cartada midiática, usando da falácia e da mentira, para achar que tentei interferir na Polícia Federal.”

 

 

 

Fonte/oantagonista