(Brasília - DF, 14/03/2019 ) Presidente da República, Jair Bolsonaro durante encontro com Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), Líder do Governo no Senado; Senador Eduardo Gomes (MDB-TO); Elmano Férrer (PODEMOS-PI); Izalci Lucas (PSDB-DF), e Senador Chico Rodrigues (DEM-RR). Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), será mantido no posto. A declaração foi dada durante uma entrevista ao jornal Correio Braziliense nesta terça-feira (24).

Fernando Bezerra foi alvo de uma operação da Polícia Federal na última semana por suspeita de ter recebido cerca de R$ 5,5 milhões em propina em um esquema envolvendo obras públicas na região Nordeste. Na época, o parlamentar era ministro de Dilma Rousseff. Para Bolsonaro, no entanto é preciso de “algo mais concreto” antes que ele perca a liderança do governo no Senado.

– Eu não tirei o Fernando Bezerra de lá. Quero algo mais concreto. Não posso — com uma busca e apreensão, um processo antigo, e nós sabíamos que tinha esse processo — tirá-lo de lá – apontou

A operação da qual o senador foi alvo é baseada no acordo de delação premiada do doleiro João Lyra em um desdobramento da operação Lava Jato que apura irregularidades nas obras de transposição do Rio São Francisco. No dia em que foi alvo da operação, Fernando Bezerra disse que colocou o cargo de líder do governo à disposição. Para o presidente Bolsonaro, no entanto, o senador tem o direito de se defender.

– Ele tem todo o direito de se defender e tem feito, até o presente momento, um brilhante trabalho para nós, dentro do Senado. É uma função ingrata, difícil, dá trabalho conversar com parlamentares dos mais diferentes matizes – ressaltou.

Fonte:Pleno News