Vencer, vencer, vencer! Com um gol para cada grito de vitória de seu hino, o Flamengo não tomou conhecimento do Palmeiras neste domingo, no Maracanã. Com uma atuação de gala, regada a gritos de olé de mais de 65 mil torcedores, o Rubro-negro atropelou o Alviverde por 3 a 0, com dois de Gabigol e um de Arrascaeta, interrompeu um jejum de cinco anos sem vencer os paulistas, e voltou à liderança do Campeonato Brasileiro – superando o Santos pelos critérios de desempate. 

O Flamengo volta a campo contra o Avaí, no próximo sábado, às 17h, em Florianópolis. No mesmo dia, também fora de casa, o Palmeiras – que, em crise profunda, chegou ao sétimo jogo sem vitória no Brasileiro – tenta se recuperar no duelo alviverde contra o Goiás, às 21h.

Por milímetros! 
Logo aos três minutos, o Palmeiras chegou a fazer e comemorar o gol de Matheus Fernandes, surpresa entre os titulares. Willian, porém, estava impedido por pouco na origem do lance – revisado e anulado pelo VAR. Depois disso, só deu Flamengo.

Trio infernal! 
Aos 10, Arão ganhou de cabeça no meio-campo e Bruno Henrique, de primeira, amaciou para Arrascaeta. O uruguaio viu Gabigol no meio de área, e o artilheiro do Brasileiro deu um toque de muita classe por cima de Weverton, marcando pela 13ª vez na competição. Um gol com a assinatura do trio de ataque para inflamar o 65 mil torcedores no Maracanã.

Baile rubro-negro
Absoluto na partida, o Flamengo chegou a ter 70% da posse de bola no primeiro tempo. Tamanho domínio se refletiu em gol: Aos 37, Bruno Henrique partiu do meio-campo, engatou a quinta marcha pela direita e cruzou na medida para Arrascaeta parar no ar e testar para o gol. Era o 2 a 0 de um Rubro-negro soberano em campo.

GabiSHOW!
Para a etapa final, Felipão desmanchou a trinca de volantes alviverde, mas o panorama não mudou. O Fla continuava dominando as ações e povoando o campo de ataque. Aos 14, Rocha e Rafinha trombaram na quina da área, e o árbitro viu pênalti do palmeirense. Na batida, com sutileza, Gabigol deslocou o goleiro e ampliou a contagem com seu 14º gol no Brasileiro. No Maracanã, ouvia-se gritos de ‘olé’ e pedidos por ‘mais um!’

Crise alviverde
Com a atuação constrangedora e o resultado, o Palmeiras segue sem vencer após a Copa América, chegando ao sétimo jogo sem triunfar. É a pior série da equipe desde 2015. Contra o Fla, os paulistas, que tiveram Gómez expulso aos 36 da etapa final, sofreram mais de dois gols pela primeira vez desde o retorno de Felipão.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3 X 0 PALMEIRAS

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-hora: 01 de setembro de 2019, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (SC) – Nota L!: 5,5 – Marcou um pênalti duvidoso
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Alessandro A. Rocha de Matos (Fifa-BA)
Árbitro de vídeo: Braulio da Silva Machado (Fifa-SC)
Público e renda: 61.390 pagantes / 65.969 presentes / R$ 3.368.134,00
Gramado: Bom
​Cartões amarelos: Rodrigo Caio, Bruno Henrique (FLA); Willian, Bruno Henrique (PAL)
Cartões vermelhos: Gustavo Gómez 36’/2ºT

GOLS: Gabriel B. 10’/1ºT (1-0), Arrascaeta 37’/1ºT (2-0), Gabriel B 15’/2ºT (3-0)

FLAMENGO 
Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio (Thuler, 15’/2ºT), Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Éverton Ribeiro e Arrascaeta (Piris, 24’/2ºT); Bruno Henrique e Gabriel B.. Técnico: Jorge Jesus

PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha, Vítor Hugo, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Matheus Fernandes (Raphael Veiga, intervalo) e Bruno Henrique (Jean, 34’/2ºT); Dudu, Willian (G. Scarpa, 17’/2ºT) e Luiz Adriano. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Com as informações do Lance.