Agencia Brasil

O calendário da 6ª parcela do auxílio emergencial está previsto para começar no dia 17 de setembro, já com o novo valor de R$ 300 (R$ 600 para mães solo), anunciado pelo governo federal na ocasião de prorrogação do benefício até dezembro.

Como de costume, a Caixa Econômica Federal pagará a sexta parcela primeiro para os cadastrados no Bolsa Família, sendo que no dia 17 receberão os beneficiários com NIS (Número de Identificação Social) terminado em 1.

Confira abaixo o calendário completo:

Final do NIS Dia do recebimento
1 17 de setembro
2 18 de setembro
3 21 de setembro
4 22 de setembro
5 23 de setembro
6 24 de setembro
7 25 de setembro
8 28 de setembro
9 29 de setembro
0 30 de setembro

A 6ª parcela, no valor de R$ 300, deve começar a ser paga aos beneficiários do auxílio emergencial que não são cadastrados no Bolsa Família logo na sequência. A princípio, devem receber os beneficiários que receberam a primeira a parcela em abril e fazem aniversário em janeiro. O calendário completo, que ainda não foi divulgado, deve evoluir conforme o mês de aniversário e a data do recebimento da primeira parcela.

Na Medida Provisória que oficializa a prorrogação do auxílio, publicada no Diário Oficial da União de 3 de setembro, o governo federal excluiu alguns grupos do recebimento a partir da sexta parcela, como dependentes químicos, detentos, residentes no exterior e trabalhadores que conseguiram emprego formal.

Outras parcelas

A Caixa segue realizando depósitos das cinco primeiras parcelas aos trabalhadores que se cadastraram pelo site ou aplicativo do auxílio emergencial.

Nesta quarta (9), a Caixa fará transferências de diferentes parcelas às poupanças sociais digitais de beneficiários que não estão inscritos no Bolsa Família e nasceram em abril. Já na sexta (11) é a vez dos nascidos em maio. Eles poderão movimentar o dinheiro para pagamento de contas através do aplicativo Caixa Tem.

Nos casos acima, como fazem parte do ciclo 2 do calendário, quem recebeu a primeira parcela em abril receberá a quinta, quem recebeu a primeira parcela em maio receberá a quarta, quem recebeu a primeira parcela em junho receberá a terceira, quem recebeu a primeira parcela em julho receberá a segunda e quem foi recentemente aprovado e ainda não recebeu a primeira parcela também receberá.

Vale lembrar que o calendário de pagamentos do auxílio emergencial a quem se inscreveu pelo site ou app é organizado em ciclos de crédito em conta poupança social digital e saque em espécie. Os beneficiários recebem a parcela a que têm direito no período de acordo com o mês de nascimento.

*Com as informações do Noticias de Mogi