Governador Ibaneis Rocha tenta negociar o pagamento junto ao MEC que mantém a UnB

Além de despencar em todos os rankings nacionais e internacionais que avaliam a qualidade e a relevância acadêmica, a Universidade de Brasília (UnB) está aplicando um calote que fragiliza dramaticamente a empresa pública Cia. Energética de Brasília (CEB), no valor de mais de R$200 milhões. O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, tenta negociar com a UnB e com o Ministério da Educação, que a sustenta.

O calote da UnB corresponde à quantia que a CEB necessita para não correr o risco de perder a concessão de distribuição de energia no DF.

Uma das opções do governo do DF é o descontingenciamento do valor do calote para que a estatal de energia CEB receba o que lhe é devido.

Segundo o ranking QS, a Universidade de Brasília caiu 140 posições na lista de mil universidade, entre os levantamentos 2019 e 2020.

Fonte: Diário do Poder