Segurança particular de Moro pode ser definida pelo STF.

Helena Mader, na Crusoé, informa que o coordenador da Frente Parlamentar de Segurança Pública do Congresso Nacional, deputado Capitão Augusto, enviou um ofício ao presidente do STF, Dias Toffoli, pedindo que a segurança privada do ex-ministro Sergio Moro seja mantida.

Segundo o parlamentar, Moro “pode ser alvo de ataques contra sua integridade física e de sua família, tendo em vista sua atuação como juiz na Operação Lava Jato e também as ações desenvolvidas à frente do Ministério da Justiça e Segurança Pública”.