Reprodução/MancheteNet

A deputada federal bolsonarista Carla Zambelli (PSL) comentou sobre os rumores  de que supostamente teria sido prostituta na Espanha, levantados inicialmente pela deputada Joice Hasselmann (PSL) e resgatados nesta sexta-feira (25) pelo senador Omar Aziz (PSL) nas redes sociais.

Ao jornal Folha de São Paulo, ela disse que teve uma “carreira robusta” em uma empresa na Europa.

“Se eu tivesse sido prostituta, não seria vergonha alguma admitir. Mas fato é que tive uma carreira robusta nas maiores empresas do mundo”, afirmou a parlamentar, que ganhou projeção após atuar nos movimentos de rua em prol do impachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

No Twitter, Zambelli também voltou a atacar Aziz ao compartilhar um vídeo com imagens de uma reportagem com a prisão de da ex-primeira-dama do Amazonas, Nejmi Aziz, utilizando como trilha sonora de fundo a música “Espanhola” – usada pelo senador horas antes para atacá-la e resgatar o boato sobre a suposta prostituição no passado.

Entenda o caso
A briga começou quando Aziz reclamou das acusações que têm sofrido de Zambelli e do presidente Jair Bolsonaro desde o início da pandemia. “Tem mulher ao lado dele [Bolsonaro] que, em solidariedade a ele, quando ele tira a máscara, só tira a máscara para bajular. Bajula porque tem emprego de parente, carguinho de marido”, declarou. O marido de Zambelli é o coronel Antônio Aginaldo de Oliveira, chefe da Força Nacional.

Zambelli,  por sua vez, rebateu gravando um vídeo com ofensas ao senador, chamando-o de “bunda gorda”. “O dedinho mindinho do meu marido vale mais que o senhor. Então, pega essa bunda gorda sua que está na CPI sentada e vê se faz alguma coisa de útil e que preste para este país, ao invés de ficar falando merda das pessoas. Tá bom, seu inútil e imbecil?”, disse a deputada”, disparou ela.

Em uma réplica no Twitter, Omar Aziz compartilhou o trecho da música “Espanhola”. “Acabei de ser ofendido por uma deputada. Como sou diferente do chefe dela e não ofendo ou agrido mulheres, vou apenas oferecer uma música”, ironizou.

Joice compartilhou a publicação e também enviou uma indireta para a aliada de Bolsonaro. “Para bom entendedor, meia palavra basta. O passado não se apaga”, escreveu. Depois, Joice ainda compartilhou um vídeo de um bate-boca com Zambelli na Câmara onde revela que foi questionada pelo presidente Jair Bolsonaro sobre o passado da deputada na Espanha. “Que me perguntou textualmente, na sala do presidente depois de ser eleito, se você tinha sido prostituta na Espanha, foi o presidente”, disparou Joice, na ocasião.

“Com as informações do bnews