Carlos Said é jornalista e ex-atleta do River do Piauí, clube que ajudou a fundar em 1946 e pelo qual foi tricampeão estadual em 52, 53 e 54 atuando como goleiro.

É considerado o pioneiro da imprensa esportiva piauiense. Começou na Rádio Pioneira, onde implantou e dirigiu os departamentos de esporte e jornalismo, em 1962 e depois Rádio Difusora de Teresina.

Como cronista esportivo fazia de tudo: narrava, comentava, produzia e apresentava programas esportivos. Se destacou mesmo como comentarista.

Usando uma linguagem bem popular caiu no gosto do público. Por mais de 50 anos dividiu o microfone com Dídimo de Castro, formando a dupla de narrador e comentarista com mais tempo de atuação conjunta.

Por causa de um acidente automobilístico que o deixou um ano em recuperação em 1964 e um problema nas cordas vocais, detectado em 83, que o obrigou a um tratamento de dois para voltar a falar, ficou conhecido como o Magro de Aço.

Além do rádio, trabalha também na TV Cidade Verde. Em 2011 o filho Gustavo Said, jornalista, escritor e professor universitário, lançou o livro “Como Era Bom aos Domingos” contando a história do pai no futebol, jornalismo, educação e a influência que teve e tem no esporte piauiense

 lado de Garrincha, do River

Capa da Biografia assinada pelo filho Gustavo Said

Carlos atuou como goleiro do River, clube que ajudou a fundar

Em 2017 comentando pela TV Cidade Verde

Aos 85 anos, em 2016

Em 2011, quando completou 80 anos

Foto de 1965 depois de se recuperar de acidente automobilístico