Começou a circular no WhatsApp na madrugada deste sábado (18/04) fotos íntimas com o rosto de rapazes de Teresina que foram enviadas por mensagens através do Grindr, um aplicativo de encontros gay.

A blogueira Rainha Matos foi quem comunicou o caso através do Instagram.

“A população homossexual de Teresina no Piauí está em pânico, uma pessoa, pelo visto muito doente, passou quase 1 ano juntando nudes de centenas de rapazes que conheceu no aplicativo Grindr e hoje começou a vazar as fotos íntimas com o nome das pessoas e suas respectivas fotos de perfil mostrando o rosto! O desespero está geral na cidade, hoje foi divulgado somente rapazes que moram na zona leste da capital, mas a promessa de quem vazou as fotos íntimas é vazar de todas as zonas da capital! Muita gente está sem saber o que fazer e um rapaz já atentou contra a própria vida hoje”, postou a blogueira.

O caso gerou revolta nas redes sociais e algumas vítimas do vazamento se manifestaram sobre o caso.

“Sou vítima do tal dossiê que viralizou nas redes sociais, no entanto já estou tomando as devidas providências cabíveis ao caso, e peço quem também for vítima que faça sua parte, pois fomos vítimas de um crime virtual, crime previsto no artigo 218-C do Código Penal”, postou um rapaz.

“Até que ponto chega a sociopatia de uma pessoa, até que ponto a pessoa querer chamar atenção ,mas parece que já encontraram o culpado ,espero que pague se for a pessoa”, revoltou-se outro.

Ainda não há informações sobre registro policial do caso.

 

Manchetenet com informações/180graus