Jefferson de Moura Costa e suspeito de estuprar diarista na zona Leste de Teresina

A defesa do advogado Jefferson Moura Costa entrou nesta segunda-feira (19), com pedido de prisão domiciliar para o o mesmo.

Ele foi foi preso no dia 14 de julho, suspeito de estuprar uma diarista em um condomínio na zona leste de Teresina.

O pedido foi encaminhado ao juiz da Central de Inquéritos de Teresina. De acordo com a defesa, caso a penitenciária Irmão Guido não possua uma sala de estado maior, a solicitação deve ser acatada. A comissão de prerrogativas da OAB-PI também apresentou a mesma solicitação.

A defesa ainda informou que pretende analisar o estado de saúde mental do acusado, solicitando exames de sanidade mental, e que acompanha com cautela as investigações e depoimentos das vítimas.

OAB suspende registro de advogado acusado

Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Piauí, anunciou nesta sexta-feira (16), a suspensão preventiva do exercício profissional do Advogado Jefferson Moura Costa, por 90 dias, após ter sido denunciado por estupro em Teresina. O acusado foi encaminhado para o Presídio da cidade de Altos nesta quinta após sua prisão ter sido decretada pelo juiz Markus Calado Schultz, da Central de Inquéritos

Mais vítimas

Cerca de quatro mulheres denunciaram o acusado de estupro. A delegada Vilma Alves, titular da Delegacia da Mulher, declarou que recebeu mais duas denúncias e outras duas jovens informaram que também irão até a delegacia.

Outros crimes

Jefferson Moura Costa é suspeito de diversos outros crimes, como o homicídio ao cabo do Exército Arione de Moura Lima, ocorrido em 2010, em Picos. Em 2011, ele também se envolveu em grave acidente de carro no estado da Bahia onde três pessoas morreram.

Em julho de 2012, Jefferson Moura foi acusado de assediar uma mulher em um restaurante na zona leste de Teresina. Na época, ele chegou a ser levado para delegacia e foi preso por desacato, corrupção ativa e porte ilegal de arma de fogo.

“Com as informações do Meio Norte