Um dos casos criminais que mais chamaram a atenção da imprensa em 2019 foi o assassinato do pastor evangélico Anderson do Carmo.

Marido da deputada Flordelis, ele foi morto com vários tiros, quando chegava à casa onde morava com sua família, no Rio de Janeiro.

A morte do pastor é um verdadeiro mistério e a polícia tem vários suspeitos, incluindo a própria parlamentar. Isso porque o Supremo Tribunal Federal (STF) permitiu que Flordelis fosse investigada.

Neste sábado, 30 de novembro, um novo episódio envolvendo o crime surpreendeu a todos, como mostra uma matéria publicada pelo portal de notícias R7. Agentes da DHNSIM (Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá) estiveram na casa do chefe de gabinete de Flordelis, em Camboinhas, Niterói. Nessa iniciativa da polícia, foi encontrado um dos filhos da deputada.

Agentes acharam estranho o filho da deputada estar no local e solicitaram a ele o aparelho de celular. O filho da deputada, que não teve o nome revelado, disse apenas que o seu celular não estava com ele. A polícia achando aquilo estranho decidiu ligar para o  aparelho e, surpreendentemente, o celular foi achado escondido dentro de uma caixa de pizza.

Agora o que os agentes da Polícia Civil tentam entender é o porquê do filho de Flordelis tentar esconder o celular. Por isso, o rapaz foi encaminhado para a delegacia, onde vai ter que esclarecer a tentativa de driblar os agentes da lei.

Lembrando que dois filhos da deputada continuam presos pelo assassinato do pastor Anderson do Carmo.



CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET




Fonte:Redação Manchete Net/1News