quinta-feira, abril 2, 2020
Início Brasil

Chega ao RS o corpo da brasileira morta ao cair de edifício no México

O nome do suspeito de cometer o crime não foi divulgado para não atrapalhar as investigações.

Foto Reprodução Internet

A modelo Vanessa Vargas Ribeiro, de 33 anos, sofreu uma queda do quarto andar de um prédio e morreu no último dia primeiro de fevereiro, no México. O corpo da gaúcha chegou a Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira (24).

De acordo com apuração do portal G1, a polícia mexicana trata o caso como feminicídio. O nome do suspeito de cometer o crime não foi divulgado para não atrapalhar as investigações.

“Ela me sustentava, me dava tudo. Eu queria estar morando debaixo de uma ponte, mas que ela estivesse viva. O mundo acabou para mim”, disse a mãe da modelo, Maria Luiza Vargas.

De acordo com a prima e madrinha da modelo, Elvira Cristina Vargas, Vanessa será velada e enterrada em Camaquã, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O sepultamento está marcado para as 17h.

Até agora não se sabe nada dele [suspeito]. O que se sabe é que ele está foragido. Se continua no país ou não continua, não se sabe nada ainda. A gente, por enquanto, está acompanhando a investigação por aqui, mas se for preciso eu estou preparada para ir a qualquer momento”, disse Elvira.

Namorado é suspeito, diz amiga

Netucia de Souza Pires, também reconheceu o corpo de Vanessa e acompanhou o traslado do corpo até o Brasil. Para ela, o namorado da gaúcha tem participação na morte da modelo.

“Foi, mais ou menos 6h50 da manhã que ele jogou ela do edifício. Ela caiu uns seis metros. (…) Ele montou um apartamento para ela, dava dinheiro semanalmente, se viam toda semana. Deu uma vida confortável para ela, mas essa vida confortável custou a vida dela”, relata Netucia.

O namorado de Vanessa é um empresário mexicano, dono do apartamento no qual a mulher caiu. A brasileira visitava o companheiro no local, segundo a família.

BRASIL

Chega ao RS o corpo da brasileira morta ao cair de edifício no México

Crédito: Arquivo pessoal

Da Redação

A modelo Vanessa Vargas Ribeiro, de 33 anos, sofreu uma queda do quarto andar de um prédio e morreu no último dia primeiro de fevereiro, no México. O corpo da gaúcha chegou a Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira (24).

De acordo com apuração do portal G1, a polícia mexicana trata o caso como feminicídio. O nome do suspeito de cometer o crime não foi divulgado para não atrapalhar as investigações.

“Ela me sustentava, me dava tudo. Eu queria estar morando debaixo de uma ponte, mas que ela estivesse viva. O mundo acabou para mim”, disse a mãe da modelo, Maria Luiza Vargas.

De acordo com a prima e madrinha da modelo, Elvira Cristina Vargas, Vanessa será velada e enterrada em Camaquã, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O sepultamento está marcado para as 17h.

“Até agora não se sabe nada dele [suspeito]. O que se sabe é que ele está foragido. Se continua no país ou não continua, não se sabe nada ainda. A gente, por enquanto, está acompanhando a investigação por aqui, mas se for preciso eu estou preparada para ir a qualquer momento”, disse Elvira.

Namorado é suspeito, diz amiga

Netucia de Souza Pires, também reconheceu o corpo de Vanessa e acompanhou o traslado do corpo até o Brasil. Para ela, o namorado da gaúcha tem participação na morte da modelo.

“Foi, mais ou menos 6h50 da manhã que ele jogou ela do edifício. Ela caiu uns seis metros. (…) Ele montou um apartamento para ela, dava dinheiro semanalmente, se viam toda semana. Deu uma vida confortável para ela, mas essa vida confortável custou a vida dela”, relata Netucia.

O namorado de Vanessa é um empresário mexicano, dono do apartamento no qual a mulher caiu. A brasileira visitava o companheiro no local, segundo a família.

“O apartamento era dele. Ela ia para lá todo fim de semana. Ela morava em outro apartamento, no térreo”, explica Elvira.

Netucia disse ao portal ter visto imagens das câmeras de segurança do prédio. No vídeo, segundo ela, o empresário é visto saindo do local, de carro, logo após a morte de Vanessa.

“Não dá para ver bem em cima porque é muito alto. Eu preciso pressionar a polícia para eles conseguirem as câmeras porque tem câmeras em todos os lugares. A câmera mostra quando ele sai no carro dele, olha pra ela no chão e sai. Ela agonizando no chão.”

“Justiça, eu quero justiça. Que não fique impune esse monstro”, diz a mãe. “Tiraram o amor da minha vida, minha bonequinha. Esse monstro, um homem milionário fazer uma coisa dessas e deixar uma mãe sem nada”, completa.

CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET


Fonte:Redação Manchete Net/Istoé