Presidente Jair Bolsonaro e o senador Ciro Nogueira Foto: PR/Isac Nóbrega

Após reunião com o presidente Jair Bolsonaro na manhã desta terça-feira (27), o senador Ciro Nogueira confirmou que assumirá o cargo de ministro-chefe da Casa Civil.

– Acabo de aceitar o honroso convite para assumir a chefia da Casa Civil, feito pelo presidente Jair Bolsonaro. Peço a proteção de Deus para cumprir esse desafio da melhor forma que eu puder, com empenho e dedicação em busca do equilíbrio e dos avanços de que nosso país necessita – escreveu no Twitter.

A nomeação deve ser publicada no Diário Oficial da União (DOU) nos próximos dias. A data da posse, contudo, ainda não foi anunciada.

A mudança ocorre como parte de uma pequena reforma ministerial no Executivo. Com as alterações, o general Luiz Eduardo Ramos, atual chefe da pasta que será assumida por Ciro, passará para a Secretaria-Geral da Presidência da República, que hoje é comandada por Onyx Lorenzoni. Onyx, por sua vez, será realocado em uma pasta a ser recriada, o Ministério do Trabalho e Previdência.

Ciro Nogueira é presidente nacional do PP, e a nomeação deve aproximar o presidente Bolsonaro ao partido. Na última sexta-feira (23), o chefe do Executivo disse que uma filiação à legenda se tornou uma “possibilidade”.

– Tentei e estou tentando um partido que eu possa chamar de meu e possa, realmente, se for disputar a Presidência, ter o domínio do partido. Está difícil, quase impossível. Então, o PP passa a ser uma possibilidade de filiação nossa – ponderou.