Prefeito Firmino Filho (PSDB)

O número de óbitos provocados pelo novo coronavírus voltou a crescer em Teresina. De acordo com o prefeito Firmino Filho (PSDB), se a tendência de crescimento for mantida, a segunda etapa de reabertura da economia será revista. Os dados são da 14º etapa da pesquisa sorológica de Teresina divulgada nesta quarta-feira (22).

O número de óbitos de residentes em Teresina é 627 e de não residentes chega a 137.  “O pico das mortes foi em  29 de junho. Depois teve queda e agora apresenta alta. Tínhamos duas semanas de queda e houve um aumento no número de óbitos. Não bate com os outros dados que temos como síndromes gripais, que teve queda. Precisamos esperar para saber se teve outro fator. Vamos esperar os outros dados. Se não houver regressão, a reabertura será revista”, disse.

Outro fato que desperta preocupação é o crescimento dos casos de coronavírus no interior. De acordo com previsão matemática, o pico no interior será na última semana de julho e no início de agosto. O aumento de casos nos municípios apresenta repercussão no sistema de saúde de Teresina.

“Os casos no interior continuam a crescer e chama atenção porque Teresina vai cuidar da covid-19 do interior. Os números de casos por dia é de 28.147 no interior. A situação não se encontra controlada no interior. Se incluir Teresina, esse numero  chega a 1.158 casos  por dia no Piauí”, afirmou.

A pesquisa também apresenta indicadores positivos. De acordo com os números, a curva de crescimento do coronavírus apresenta queda de -7%. A capital tem 201.768 positivados. O que representa uma queda de 7% com relação aos 217.163 positivados na etapa anterior.

“A evolução dos positivados mostra uma queda com relação ao dado da pesquisa anterior que foi de 217.163. A taxa de queda é de menos 7% e mostra que ainda tem espaço para o crescimento do vírus, mas cada vez menor”, avalia o prefeito.

Subnotificações

A subnotificação ainda desperta atenção em Teresina. “Esse número de 201.168 positivados  representa uma subnotificação de 17% em relação aos 12.120 positivados oficialmente. A subnotificação apresentou uma queda”, explica.

Testagem

Firmino Filho destacou a importância das testagens para reduzir os casos de subnotificações. “Ao longo do tempo esse fator de subnotificação tem caído. Indica que para cada um dos oficiais, temos 16 que não foram notificados. Esse dado ainda é grande. E o aumento da testagem contribui para a queda das subnotificações”, afirma.

Outro dado positivo diz respeito ao aumento dos imunizados. Na pesquisa foram identificadas 93.230 pessoas imunizadas. “Eles criam uma barreira para a propagação da doença na cidade. Isso mostra que a doença tem cada vez menos espaços devido à imunidade”, disse.

R-zero

A taxa de transmissão, o chamado r-zero, ficou abaixo de 1. “O r-zero ficou em 0.66. Na semana passada estava em 1.14. Isso é compatível com a flutuação em torno de 1. Provavelmente ele deve está abaixo de 1. A doença se encontra de forma decrescente”, comentou.

Ocupação de UTI

A ocupação de leitos de UTI covid continua acima de 77%. Esse também é um dado que pesa na decisão de congelar o processo de reabertura. O prefeito afirma que uma segurança maior ocorre com a abertura de novos leitos com o hospital de campanha João Claudino.

*Com Cidade Verde/PMT-PI