Foto reprodução

A Bíblia ensina claramente que Deus ama aqueles que são Seus filhos, “e sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito” (Romanos 8:28). Portanto, para o crente, quando as provações e tribulações vêm, eles têm um propósito divino.

Um bom exemplo é visto na vida de José entre o ódio de seus irmãos que o venderam como escravo, a raiva e as mentiras da esposa de seu mestre e o encarceramento que o deixou esquecido na prisão. Teria sido fácil para José perder a esperança, e aqueles 13 anos de sua vida devem ter parecido uma eternidade, mas José confiou no Senhor, permaneceu perto Dele e manteve sua fé forte.

Assim como José, precisamos escolher acreditar nas promessas de Deus e confiar que Ele está sempre no controle de nossa vida. Ele nos ama e se preocupa conosco e nunca vai deixar ou abandonar Seus filhos, não importa como nos sintamos ao passar por provações, tribulações e adversidades.

Quando estamos passando por momentos difíceis, precisamos lembrar que nossos sentimentos são fatores não confiáveis ​​sobre os quais devemos basear nossas decisões, uma vez que estão em constante mudança e podem apresentar falhas. Por essa razão, precisamos fazer um esforço consciente para basear nossas decisões na verdade bíblica e não em nossas emoções. Precisamos confiar que o Espírito Santo está conosco enquanto lidamos com as adversidades, mesmo quando não sentimos Sua presença ou não entendemos o que está acontecendo.

Em vez de perguntar “por quê?” precisamos perguntar “como?” Quando, perguntamos por quê? Deus pode ou não escolher de nos dar uma resposta. No entanto, quando perguntamos a Deus como, Ele frequentemente revela os propósitos que deseja que cumpramos à medida que passamos por nossa provação. Devemos sempre lembrar que nestes tempos difíceis precisamos nos aproximar de Deus porque “Tu és o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus, em quem confio” (Salmo 91:2).

Em toda a Bíblia, o povo de Deus perguntou por que certas coisas aconteceram, ou acontecerão, e muitas vezes Ele explicou por que as coisas aconteceram, como aconteceram, ou irão acontecer. Daniel, Paulo, Davi e todos os profetas pediram a Deus para explicar por que eventos aconteceram e irão acontecer. Em toda a Bíblia, Deus nos convidou a perguntar a Ele porque certas coisas aconteceram e acontecerão no futuro.

Jeremias 33:3 é apenas uma escritura onde Deus nos dá uma ordem e um convite para inquirirmos sobre Seus grandes planos e propósitos e diz: “Clame a mim e eu responderei e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece.”

Deus deseja que Seus verdadeiros filhos sejam totalmente informados sobre muitas coisas que precisamos saber; Ele até mesmo nos abençoou com a promessa de que os verdadeiros cristãos “têm a mente de Cristo” (1 Coríntios 2:16).

Precisamos entender que as provações desenvolvem um caráter piedoso, o que nos permite “alegrar-nos ao enfrentar dificuldades e provações, pois sabemos que contribuem para desenvolvermos perseverança, e a perseverança produz caráter aprovado, e o caráter aprovado fortalece nossa esperança, e essa esperança não nos decepcionará, pois sabemos quanto Deus nos ama, uma vez que Ele nos deu o Espírito Santo para nos encher o coração com seu amor” (Romanos 5:3-5). Esta é a maneira como Deus nos refina para cumprir Seu propósito para nossa vida.

Jesus Cristo deu o exemplo perfeito. “Mas Deus demonstra Seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores” (Romanos 5:8). Esses versículos revelam aspectos de Seu propósito divino tanto para as provações e tribulações de Jesus Cristo quanto para as nossas; sabendo que “tudo posso Naquele que me fortalece” (Filipenses 4:13).

Devemos, entretanto, e ter o cuidado de nunca dar desculpas para nossas “provações e tribulações” se elas forem o resultado de nossos próprios pecados e rebelião. Deus perdoará nossos pecados porque a punição eterna pelo pecado foi paga pelo sacrifício de Cristo na cruz. Mesmo assim, ainda temos que sofrer as consequências naturais nesta vida por nossos pecados e más escolhas. Mas Deus usa até mesmo esses sofrimentos para nos moldar para Seus propósitos e nosso bem final.

A Escritura nos diz que as provações e tribulações vêm com um propósito e uma recompensa. ” Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma…. Bendito é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida, que Deus prometeu aos que o amam” (Tiago 1:2-4, 12).

Como crentes, precisamos saber que temos vitória ao superarmos as provações e tribulações da vida, uma vez que Deus nos deu Sua Palavra para nos guiar, Seu Espírito Santo para nos capacitar e o privilégio de vir a Ele em qualquer lugar, a qualquer hora, para orar sobre qualquer coisa – “Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (1 Coríntios 15:57).

Precisamos ter uma fé forte como José que, em meio da provações e tribulações, confiou que Deus estava com ele em cada passo do caminho. E no final dos anos sombrios, ele proclamou que tinha aprendido que o que o homem pretendia para o mal “Deus o tornou em bem, para que hoje fosse preservada a vida de muitos” (Gênesis 50:20).

Uma das principais razões pelas quais lutamos na adversidade e cedemos ao desespero e à desesperança é a ignorância das Escrituras. O Senhor quer nos ajudar durante a aflição, mas devemos abrir Sua Palavra para receber Sua orientação, conforto e segurança.

Quando estamos confiantes no amor do Senhor por nós e entendemos como Ele usa as adversidades em nossas vidas, seremos capazes de confiar Nele e responder de uma forma que nos beneficie, sabendo que Deus está sempre conosco e que Ele prometeu nunca nos deixar ou abandonar (Hebreus 13:5).

O propósito final de Deus para nós é tornarmos semelhantes à imagem de seu Filho (Romanos 8:29). Este é o objetivo do cristão, e tudo na vida, incluindo as provações e tribulações, é planejado para nos permitir alcançar esse objetivo. É parte do processo de santificação, ser separado para os propósitos de Deus e preparado para viver para Sua glória. O modo como as provações realizam isso é explicado em 1 Pedro 1:6-7: “Portanto, alegrem-se com isso, ainda que agora, por algum tempo, vocês precisem suportar muitas provações. Elas mostrarão que sua fé é autêntica. Como o fogo prova e purifica o ouro, assim sua fé está sendo experimentada, e ela é muito mais preciosa que o simples ouro. Isso resultará em louvor, glória e honra no dia em que Jesus Cristo for revelado.”

A fé do crente será fortalecida pelas provações que experimentamos para que possamos descansar no conhecimento de que Deus está conosco e Seu propósito é nos refinar, dando-nos a esperança necessária para perseverar com segurança e paz em nosso ser mais íntimo.

“Com as informações mvmportuguese