O assalto aconteceu no dia 04 de outubro, em Miguel Alves

Um morador do povoado Matões, zona rural do município de União, acabou morrendo na noite deste sábado durante um confronto entre policiais militares e membros da quadrilha que assaltou o Banco do Brasil de Miguel Alves, no início do mês de Outubro.

A informação foi confirmada ao cidadeverde.com pelo comandante da Polícia Militar, coronel Lindomar Castilho. Segundo ele, o morador, que ainda não foi identificado, acabou entrando na linha de tiros durante o confronto e foi atingido pelos disparos de arma de fogo. A morte ocorreu por volta das 22 horas.

“A informação que nós temos é que dois marginais invadiram o povoado na zona rural de União e iam tomar como reféns a população, para tentar fazer escudo. Uma pessoa que ia passando na região entrou na linha de tiro  onde estava havendo o confronto entre policiais e bandidos. A gente não sabe ainda detalhes de como se deu isso. O fato é que eles estavam no povoado, certamente tentando tomar algum refém”, relatou o comandante da Polícia Militar.

O corpo do morador foi levado para o Instituto Médico Legal em Teresina.

Nas redes sociais, circulam relatos de que o morador morto durante o confronto seria um jovem que possui problemas mentais e que teria se assustado com a troca de tiros.

O comandante da Polícia Militar, coronel Lindomar Castilho, e o Secretário de Segurança Pública, Rubens Pereira, se deslocaram na manhã deste domingo (18) até o povoado para auxiliar na apuração dos fatos.

A Secretaria de Segurança Pública emitiu uma nota sobre o episódio:

O Secretário de Segurança Pública , Cel Rubens Pereira e o Comandante Geral da PMPI, Cel Lindomar Castilho estão em deslocamento de Teresina para o local do confronto com os acusados de roubar a agência bancária de Miguel Alves, para avaliar a situação.

Ontem (17) por volta das 22hs houve mais um confronto após os criminosos invadirem um povoado na tentativa de fazer refém os moradores, durante um confronto uma pessoa morreu, ainda está sendo identificado. Na última sexta um policial da BRONE foi ferido, mas está bem.

O confronto 

O cerco aos membros da quadrilha que assaltou o Banco do Brasil em Miguel Alves já dura mais de 10 dias. Na última quarta-feira(14), um dos bandidos foi morto durante um confronto com policiais militares, também na zona rural de União.

*Com as informações do Portal Cidade Verde