A tradicional feira livre do Dirceu I, na zona Sudeste, que é realizada há mais de 30 anos, está proibida de acontecer aos domingos.

A prefeitura de Teresina informa que as medidas são necessárias para evitar a formação de aglomerações e a disseminação do coronavírus.

O funcionamento, que acontecia durante o domingo, agora acontecerá no sábado, em locais demarcados. A medida tem dividido opiniões de feirantes. Alguns se dizem favoráveis outros contra.

Nesta sexta-feira (22) equipes da Superintendência de Desenvolvimento Urbano – Sudeste e da Guarda Municipal estão nos locais para delimitar os espaços em que as barracas devem ser montadas. Cerca de 128 barraqueiros são cadastrados para atuar na feira e cada um deve ficar a dois metros de distância.
A SDU Sudeste também vai cobrar que os feirantes   respeitem as normas de uso obrigatório de máscara de proteção e higienização das mãos e superfícies.

Isaac Meneses, superintendente da SDU Sudeste, ressalta que as medidas são necessárias para evitar a formação de aglomerações e cumpre decreto do governo do Piauí. A Polícia Militar, Guarda Municipal e fiscais da Sdu irão monitoram o cumprimento das mudanças.

“Para que o funcionamento das feiras livres seja mantido como atividade essencial, é muito importante que haja o cumprimento rígido das normas pelos barraqueiros e consumidores. A SDU Sudeste está trabalhando para tornar esse comércio o mais organizado e seguro possível e vai atuar intensivamente na sua fiscalização”, informa o superintendente.

Há quatro semanas as equipes da SDU realizam o cadastro socioeconômico dos feirantes. 60% deles são da região Sudeste, o restante das cidades de Altos, União e Timon (MA).

 

Fonte/cidadeverde