Pesquisadores chineses examinam amostras em um laboratório do país asiático, em 6 de fevereiro.CHINA DAILY / REUTERS

O Ceará está próximo de chegar ao número de mil mortos por Covid-19. Conforme a plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde, nesta sexta-feira (8), o Estado soma 997 óbitos pela doença. Ao todo, foram 94 óbitos a mais que os contabilizados nesta quinta (7). Quanto ao número de casos confirmados, passou-se 13.888, para 15.134.

Em Fortaleza, são contabilizadas 761 mortes, diante das 694 de quinta-feira, enquanto o número de pacientes com a doença já chega a 10.476.  A capital cearense passa por medidas mais rígidas para o isolamento social, desde a madrugada desta sexta-feira, conforme decretado pelo governador do estado, Camilo Santana, e pelo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio.

Em todo o Estado, a Sesa investiga 28.278 casos e já realizou 39.774 exames para testagem da doença. A taxa de letalidade da Covid-19 está em 6,6%.

Primeiro dia de lockdown em Fortaleza tem bloqueios em vias

O primeiro dia de bloqueio total das atividades não essenciais em Fortaleza foi marcado por bloqueios nos acessos à cidade e por ruas e avenidas esvaziadas. Locais públicos amanheceram com pouco movimento nesta sexta. Contudo, o “lockdown” na Capital registrou pequenas aglomerações em terminais de ônibus e próximo a agências da Caixa, além de congestionamentos nas barreiras instaladas para controlar o fluxo de pessoas.

A medida restritiva se estende até o dia 20 de maio e tem o objetivo de aumentar os índices de isolamento social e diminuir o número de casos de Covid-19 no Estado. A interrupção das atividades foi decretada pelo governador Camilo Santana e o prefeito Roberto Cláudio na última terça-feira (5), em decretos estadual e municipal, respectivamente.

Desobediência pode virar caso de polícia

O secretário da Segurança Pública do Ceará, André Costa, afirmou que, ao desobedecer a ordem de retornar para casa em saídas não justificadas, a pessoa vai ser levada à delegacia, durante o lockdown em Fortaleza.

O secretário participou de coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (7) para dar mais detalhes do decreto de isolamento no Ceará.

A cidade foi dividida em 124 quadrantes, que vão ter dezenas de blitze e barreiras físicas nos 20 principais corredores e nas sete entradas principais de Fortaleza. Os carros só poderão circular com todos os ocupantes usando máscara.

* Com as informações do Diário do Nordeste