Datena reage sobre condenação para indenizar Xuxa (Imagem: Reprodução – Band – Globo/ Montagem – RD1)

José Luiz Datena reagiu à sentença dada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, que determinou a condenação dele. O apresentador terá que pagar uma indenização de R$ 50 mil para Xuxa Meneghel, após caso que aconteceu em 2017.

Em seu programa na Rádio Bandeirantes, o famoso confirmou a condenação e reagiu. “Aceito decisões judiciais e vou recorrer nos devidos termos. Quem atacar a mim e a minha família – a mim, na verdade, não interessa porque estou acostumado, mas a minha família, sim -, vou enfrentar”, garantiu o jornalista

“Não contesto decisão judicial, mas vou recorrer nos devidos termos”, completou o titular do Brasil Urgente. Xuxa, por sua vez, disse por meio da sua assessoria de imprensa que não comenta notas jurídicas.

O apresentador da Band terá que pagar R$ 50 mil à ex-apresentadora da Record após chamá-la de “garota de programa” e “imbecil”. A informação foi dada pelo colunista Rogério Gentile, do UOL.

Os comentários do jornalista foram feitos depois que ela fez críticas a Joel Datena, filho do famoso. Na época, ele comandava o Brasil Urgente, da Band. Durante uma reportagem sobre uma criança de 10 anos que havia dirigido o carro da mãe, ele disse que, se fosse o seu filho, o puniria fisicamente.

Xuxa, então, usou as suas redes sociais para mostrar a sua indignação com o comentário e criticou o apresentador: “Como uma pessoa que deveria passar informação é tão desinformada? Uma criança não deve ser corrigida com porrada, é fato, é lei”.

Datena tomou as dores de Joel e gravou o vídeo com as ofensas à apresentadora: “Olha, pra dizer a verdade, uma das poucas vezes em que eu quis dar umas palmadas no meu filho Joel (e foram bem poucas), é quando ele assistia aquela garota de programa, infantil, que cresceu e continua infantil. E, além disso, imbecil”.

Na Justiça, o famoso afirmou que o vídeo não cita Xuxa nominalmente e que usou a expressão “garota de programa infantil” para dizer que fazia referência a uma apresentadora de programa para crianças. O adjetivo “imbecil”, de acordo com o comunicador, foi utilizado para demonstrar a sua falta de maturidade. “Não houve ofensa”, afirmou em depoimento.

“Com as informações do RD1