Foto: Reprodução/TV Cidade Verde

O médico José Ivaldo de Oliveira, diretor médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em Teresina, morreu na madrugada desta sexta-feira (31) após complicações causadas pela Covid-19.

O profissional estava internado há cerca de 40 dias na UTI de um hospital particular da capital.

Leia também:

Helicóptero de resgate do Corpo de Bombeiros cai no DF

José Ivaldo tinha 48 anos e era hipertenso. Apesar disso, ele atuava na linha de frente do combate à Covid-19 desde o início da pandemia, no último mês de março.

“Ele era nosso diretor clinico e sempre esteve na linha de frente, desde o início, desde a organização dos trabalhos para a pandemia. Ele tinha um grande poder de liderança, de juntar as pessoas. Era uma pessoa muita humana, alegre, e que  tinha muito compromisso com o serviço. Ele botava o bom atendimento acima de qualquer coisa”, relatou a diretora geral do SAMU, Francine Amorim.

A notícia da morte do médico abalou os profissionais que atuam no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em Teresina. “Estamos trabalhando porque temos que trabalhar, mas está todo mundo destruído, transtornado. Mas tem muitas pessoas precisando da gente, então, temos que continuar trabalhando. O SAMU não pode parar. Vamos rogar a Deus que nos dê sabedoria para continuar lutando nessa guerra”, disse a diretora geral.

José Ivaldo é o segundo médico que morre em Teresina por Covid-19 em menos de 24 horas. Na noite de ontem, o oftalmologista Mansueto Magalhães, de 86 anos, também não resistiu às complicações causadas pela doença.

O médico obstetra Marlucio Fontes,  da maternidade Dona Evangelina Rosa,  recebeu alta ontem após vencer a internação pela doença.

*Com as informações do Cidade Verde