"VIVI MINHA JORNADA"

Antes de dar início ao processo de doação dos órgãos de Gugu Liberato, familiares do apresentador leram uma carta nas dependências do Orlando Health Medical Center, em Orlando (EUA), para onde ele foi levado após o acidente doméstico que tirou sua vida.

Na mensagem, escrita em primeira pessoa, eles disseram: “Deus em sua infinita bondade nos dá a oportunidade da vida. Vivi minha jornada na Terra seguindo os ensinamentos que recebi de meus pais, Augusto e Maria do Céu.

Com eles aprendi a importância de olhar para o próximo com amor e fraternidade”, inicia o texto.

“Agora eu sigo adiante por um caminho que me levará mais próximo ao Pai. E neste momento quero praticar os ensinamentos do mestre Jesus. Assim como ele compartilhou o pão com os seus, eu compartilho meu corpo com aqueles que necessitam de uma nova oportunidade de viver. Aos meus familiares eu agradeço por terem realizado a minha vontade. Tenham certeza que, a partir de agora, eu estarei batendo em muitos outros corações e compartilhando minha vida com outros irmãos. Que eu seja um instrumento de amor, oportunidade e de luz. Gugu”.

Segundo comunicado da assessoria de imprensa do apresentador, a doação poderá beneficiar até 50 pessoas. A família chegou a questionar se seria possível doar o coração a um brasileiro que estivesse na fila de transplantes, porém devido à distância e o tempo de conservação, os médicos preferiram não arriscar.

Antes de a equipe iniciar a cirurgia para a retirada dos órgãos, com duração de mais de seis horas na madrugada de sábado para domingo, também houve uma menção honrosa com os seguintes dizeres: “Neste momento e a partir deste momento, honramos Antônio Augusto Moraes Liberato e essa oportunidade de salvar e melhorar a vida de outras pessoas. Ao cuidarmos dele agora, também somos responsáveis por cuidar desse gracioso presente da vida. Estendemos nosso respeito e gratidão à família e os mantemos em nossos pensamentos. Ao tocarmos a vida de muitos hoje, podemos entender nosso papel em transmitir o presente heroico da vida de um ser humano para outro. Que tenhamos um momento de silêncio agora para lembrar Gugu Liberato e todos os que se juntam à sua história do passado, presente e todos os que se juntam à sua história do passado, presente e todos os dias à frente”.

Liberação do IML

João Augusto Liberato, de 18 anos, filho mais velho de Gugu, autorizou na noite de domingo, 24, a liberação do corpo do apresentador do instituto responsável pelas necropsias e laudos em Orlando, nos Estados Unidos (o que equivale ao IML no Brasil), para que fosse levado para a funerária Dignity Memorial. O local será responsável por preparar o comunicador para o translado para o país.

Velório e enterro

A previsão da assessoria de imprensa de Gugu Liberato é de que o velório aconteça na quinta-feira, 28, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). Ele será sepultado ao lado do pai, Augusto Claudino Liberato, no jazigo da família no cemitério Getsêmani, no Morumbi, também na capital paulista.

O acidente

Gugu Liberato sofreu um acidente doméstico na quarta-feira, 20, após subir no sótão de sua mansão em Orlando, nos EUA, para fazer um reparo no ar condicionado. Na ocasião, o apresentador caiu de uma altura de cerca de quatro metros e bateu a cabeça, sendo atendido prontamente. Ele estava em casa com a mulher, a médica Rose Miriam Di Matteo, e os três filhos do casal: João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 15 anos.

Guilherme Lepski, neurocirurgião que cuidava do artista no Brasil, foi chamado às pressas aos Estados Unidos para analisar o quadro. Nessa segunda-feira, 25, o médico esteve no palco do programa Aqui na Band e contou tudo o que viu ao chegar ao hospital.

Assista abaixo:



CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET




Fonte:Band