As equipes da Força Tática da Polícia Militar de Valença prenderam na noite desta quinta-feira (09/05) dois irmãos, que são os proprietários da chácara onde todo o crime de assaltos a bancos em Campo Maior foi planejado.

“Após localizarmos a propriedade e apreendermos o veículo modelo Corolla roubado em Teresina e os demais artefatos utilizados para explosão aos bancos, continuamos as diligências em busca de mais pessoas envolvidas no crime”, informou o sargento Ranier, comandante da Companhia de Valença.

O serviço de inteligência da Força Tática levantou as informações as quais nos levaram a identificar, localizar e prender os irmãos Delson Ferreira de Moura, de 29 anos e Demilson Ferreira de Moura, 26.

“Ambos haviam fugido da localidade Conceição, zona rural de São João da Canabrava e estavam escondidos na residência de uma tia em Inhuma”, frisou o comandante.

Os irmãos são parentes do líder da organização criminosa Paulo França, morto em confronto com as forças de segurança em Barras.

Demilson Ferreira confessou aos policiais que receberia uma compensação financeira pela cessão da casa e ajuda na logística.

Após a prisão, as equipes retornaram a localidade Sítio Velho, onde encontraram no entorno da propriedade explosivos, rádio comunicador, cordel detonante e rojões onde os criminosos retiravam a pólvora para montagem do explosivo.

Todo o material apreendido, bem como a dupla foi apresentada na delegacia regional de Valença.

Veja as imagem do local:

Fonte: 180 graus