Escola é denunciada por colar foto de Bolsonaro em lixeira

Psicóloga Marisa Lobo abriu processo criminal contra local por conta da situação

A psicóloga Marisa Lobo denunciou em suas redes sociais novos ataques contra o presidente Jair Bolsonaro no espaço educacional.

Dessa vez, as ofensas aconteceram através de uma foto dele colada em um cesto de lixo na Escola Estadual Abraham Lincoln, localizada em Colombo, região metropolitana de Curitiba, no Paraná. Marisa informou que levou a denúncia até a polícia e fez Boletim de Ocorrência sobre o caso.

Marisa informou através das redes sociais que a denúncia chegou até ela por pais de alunos. Ela, então, foi até a escola para tentar comprovar a situação e cobrar dos responsáveis pelo local explicações sobre o ato.

Lobo disse, porém, que ela só conseguiu entrar na escola com a chegada da Polícia Militar, o que teria permitido que os cartazes fossem retirados do estabelecimento. Entretanto, imagens gravadas internamente pelos alunos comprovaram a existência do material.

A psicóloga, que é presidente estadual do Avante, informou que já abriu um processo criminal contra a direção da escola baseada no artigo 328 do Código Penal, que penaliza quaisquer atos que ofendam a honra do presidente da República, através de escrito ou desenho, com pena de prisão seis meses a três anos ou multa não inferior a 60 dias.



CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET




Fonte:Redação Manchete Net/Pleno News