O acidente que matou a mãe de Emily, Enila Flávia, 35 anos, ocorreu em 17 de dezembro de 2020.

A pequena Emily Vitória tem apenas sete anos e há menos de um mês ficou órfã de mãe em um suposto crime de trânsito que teria sido provocado por um motorista sob efeito de álcool que invadiu a preferencial.

Além de conviver com as dores emocionais, a criança ficou com sequelas físicas que ainda não se sabe se serão temporárias. Ela não caminha, não fala e teve a visão afetada. Agora, familiares fazem campanha para conseguir pagar um tratamento médico e também comprar fraldas.

“Ela vai precisar de acompanhamento médico e exames até de caráter ede urgência. A gente entende que pagando um plano de saúde á mais viável”, conta a avó Eloísa Lopes.

Conta para doações

Veja a reportagem completa da Tv Cidade Verde:

O acidente que matou a mãe de Emily, Enila Flávia, 35 anos, ocorreu em 17 de dezembro de 2020. Ela, o esposo e a filha trafegavam pela BR-316 quando um motorista supostamente sob efeito de bebida alcoólica teria invadido a preferencial. Ele- que não teve o nome divulgado- foi preso.

Bastante abalada, a avó materna de Emyli sofre pela perda da filha e pelas dores da neta.

“Foi uma lacuna imensa que ficou na nossa família […]  vamos observar esse tipo de atitude, vamos punir para que as pessoas aprendam a ser educadas. Sabe que não pode beber e dirigir”, alerta Eloísa Lopes.

*Com as informações da Cidade Verde