Um papagaio que morava em um ponto conhecido pela venda e consumo de drogas, em Teresina (PI), foi apreendido no dia (22), após gritar “Mamãe, polícia” na chegada de equipes da Polícia Militar a um imóvel localizado na Vila Irmã Dulce, na zona sul da cidade.

Apesar do aviso do pássaro, as pessoas que estavam no local não conseguiram fugir. Um homem, de 30 anos, foi preso e a filha dele, de 16 anos, foi apreendida acusados de tráfico de drogas.

O papagaio foi levado para a Central de Flagrantes de Teresina e, depois, encaminhado pelo Batalhão de Polícia Ambiental para o Zoobotânico de Teresina.

Os policiais que atenderam a ocorrência ficaram impressionados com a esperteza do papagaio. No momento em eles se aproximaram, ele começou a gritar avisando que a polícia tinha chegado.

Animal treinado

Ao chegar ao Zoobotânico o animal foi examinado pelo veterinário Alexandre Clark, que concluiu que o papagaio é um psitacídeo de aproximadamente cinco anos. “Ele é um papagaio do tipo verdadeiro, se alimenta de frutas e insetos, e pode viver até 70 anos”, explicou.

O especialista disse que para o animal avisar a dona sobre a presença dos policiais ele deve ter recebido algum tipo de treinamento. No Zoobotânico, o papagaio passará por um processo de triagem, ficará de 5 a 10 dias de observação, em uma área de voo. “Ele deverá aprender a voar, se adaptar novamente. O processo de voo pode durar de 2 a 3 meses”, disse Alexander Clark.

Depois desse processo, o animal pode ser encaminhado para um projeto de reintrodução monitorada de aves silvestres em que ele deverá ser solto em Caxingó, Norte do Piauí, e poderá viver na natureza.

Com Informações de Pagina Aberta