Fiocruz pede uso emergencial da vacina de Oxford à Anvisa Foto: Reprodução

Na tarde desta sexta-feira (8), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) encaminhou o pedido, à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do uso emergencial da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca contra a Covid-19.

O prazo para a análise do pedido é de até 10 dias e vale para dois milhões de doses da vacina que serão importadas do Instituto Serum, da Índia.

A ideia da Fiocruz é já iniciar a vacinação contra a Covid-19 em janeiro. Já a avaliação para o uso definitivo do imunizante deve levar até 60 dias.

A fabricante da vacina, a Fiocruz e o Ministério da Saúde firmaram um acordo para a produção de mais de 100 milhões de doses da vacina até o primeiro semestre deste ano.

*Com as informações do Pleno News