Deivid Ferreira da Silva é acusado do crime de homicídio qualificado contra o estudante Gabriel Breno

Após 21 dias do crime, foi preso o homem suspeito de matar o estudante Gabriel Brenno Nogueira, de 21 anos, com um tiro na cabeça no Centro de Teresina. Identificado como Deivid Ferreira de Sousa, o suspeito foi preso nesta quarta-feira (7), no bairro Verde lar, Zona Leste de Teresina,e pediu perdão pelo crime.

Ao ser apresentado à imprensa na Secretaria de Segurança Pública, Deivid se disse arrependido e pediu perdão.

Suspeito de matar Gabriel Brenno, Deivid Ferreira pediu perdão. — Foto: Reprodução/TV Clube

Suspeito de matar Gabriel Brenno, Deivid Ferreira pediu perdão. — Foto: Reprodução/TV Clube

“Quero pedir perdão primeiramente a Deus e depois aos familiares dele”, declarou.

“Ele demonstrou bastante remorso, chorou desde o momento da prisão, mostra que está arrependido. Mas ele praticou um crime, nós apuramos, fizemos o inquérito, descobrimos como o crime ocorreu e os meios, e para nós está concluído o caso”, declarou o delegado Sérgio Alencar, titular do 1º Distrito Policial, que investigou o caso.

Deivid falou à imprensa ao ser apresentado após a prisão. — Foto: Lucas Marreiros/G1 PI

Deivid falou à imprensa ao ser apresentado após a prisão. — Foto: Lucas Marreiros/G1 PI

Deivid Ferreira foi indiciado pelo crime de homicídio qualificado. Ele estava desaparecido desde o dia do crime e foragido há cerca de 15 dias, desde que havia sido expedido o mandado de prisão. Ele foi achado na casa de uma amiga da família, que estava abandonada, porque a proprietária havia falecido há pouco tempo.

mãe do estudante Gabriel Brenno enviou um vídeo exclusivo onde elogia o trabalho da Polícia Civil do Piauí e se pronuncia sobre a prisão do acusado de matar seu filho.

“Estou muito satisfeita com o trabalho da polícia, eu sei que a polícia do Piauí é muito competente e eu tinha certeza que ele ia ser preso, isso eu não tinha a menor sobra de duvidas, demorou? demorou, mas ele foi pego. Não vai trazer meu filho de volta, mas eu estou satisfeita com a prisão dele. E peço também que as pessoas também agradeça a polícia do Piauí. Muito obrigada ao delegado Sérgio, que ele fez um trabalho impecável, agradeço muito e estou muito satisfeita com a prisão dele [acusado].” disse Janaína Galdino, mãe de Gabriel Brenno.

Confira o  vídeo: 

Premeditação

De acordo com o delegado Carlos César Camelo, da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil, o suspeito disse que tinha a arma do crime havia mais de dez anos, desde que fez um trabalho como pedreiro e recebeu a arma como pagamento. O delegado Sérgio Alencar, do 1º DP, acredita que a arma na verdade foi comprada recentemente para o cometimento do crime.

Delegados Sérgio Alencar e Carlos César Camelo. — Foto: Lucas Marreiros/G1 PIDelegados Sérgio Alencar e Carlos César Camelo. — Foto: Lucas Marreiros/G1 PI

Delegados Sérgio Alencar e Carlos César Camelo. — Foto: Lucas Marreiros/G1 PI

Além disso, o delegado Sérgio Alencar informou que ainda investiga se a vítima fez ameaças ao suspeito. Tanto o celular de Gabriel Brenno quanto de Deivid ainda serão periciados. Ainda assim, os delegados informaram que o crime foi executado de forma a impossibilitar a defesa de Gabriel, descartando a legítima defesa por parte de Deivid.

Outras pessoas que possam ter dado apoio a ele após o crime também podem ser responsabilizadas. Segundo o delegado, a família estava vendendo a casa onde eles moravam no valor de R$ 80 mil e o valor seria usado para ajudar na fuga.

Comoção

Corpo de Gabriel Brenno é velado em Caxias, no Maranhão — Foto: David Peres/TV Mirante

Corpo de Gabriel Brenno é velado em Caxias, no Maranhão — Foto: David Peres/TV Mirante

O caso causou revolta e o corpo de Gabriel Brenno foi velado sob forte comoção na cidade natal do estudante, Caxias, no Maranhão.

O pai de Gabriel disse ao G1 que o filho tinha o sonho de ser militar do Exército e que tinha confiança de que o assassino do filho seria preso.

Gabriel Brenno, de 21 anos, foi baleado na cabeça no Centro de Teresina — Foto: Arquivo Pessoal

Gabriel Brenno, de 21 anos, foi baleado na cabeça no Centro de Teresina — Foto: Arquivo Pessoal

Relembre o caso

O estudante Gabriel Brenno, de 21 anos, foi baleado na cabeça na manhã do dia 17 de julho de 2019, logo após sair da pensão onde morava na rua Paissandu, no Centro de Teresina. O estudante foi socorrido e encaminhado para o Hospital de Urgência de Teresina, onde ficou seis dias internado até falecer.

Jovem foi baleado assim que saiu de uma pensão no Centro de Teresina. — Foto: Lorena Linhares/G1

Jovem foi baleado assim que saiu de uma pensão no Centro de Teresina. — Foto: Lorena Linhares/G1

Segundo o delegado Sérgio Alencar, titular do 1º Distrito Policial, o suspeito seria companheiro de uma mulher com quem a vítima teria tido um caso. O delegado disse que o autor do crime premeditou a execução por vingança.

fonte: g1