Belo foi flagrado em um show clandestino (Foto: Reprodução)

O cantor será investigado pelo evento clandestino realizado em local público

O cantor Belo foi alvo de mais uma polêmica durante o último final de semana, isso porque o artista realizou um show pra milhares de pessoas neste sábado (14), mesmo com as restrições impostas para frear o avanço do novo Coronavírus.

Belo realizou um show na comunidade da Maré, no Rio de Janeiro e teve as imagens do evento divulgadas nas redes sociais, até o Globocop, helicóptero da Globo flagrou a aglomeração causada pela performance do cantor.

Fato é que evento foi realizado em um local público, porém sem o consentimento das autoridades estaduais, vale lembrar que eventos artísticos no estado, estão sujeitos a uma aprovação prévia da Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro, que exige uma série de protocolos de segurança.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), informou que não houve nenhum pedido de liberação do pátio da escola para a realização do evento.

A assessoria do cantor rebateu e também por informou em nota para TV Globo, que o show foi feito seguindo todos os protocolos, mas que eles não têm o controle do público em geral.

“As praias estão lotadas, transportes públicos, e só quem sofre as consequências são os artistas. Que foi o primeiro segmento a parar, e até agora não temos apoio de ninguém sobre a nossa retomada. Sustentamos mais de 50 famílias”, diz a nota.

Porém a história não para por aí, segundo a jornalista Fabiola Reipert, do Balanço Geral SP, da Record, a policia civil do Rio de Janeiro está investigando quem contratou o shows do cantor, já que a apresentação fazia parte de um evento clandestino.

FALÊNCIA E PRISÃO

Essa não é a primeira vez que Belo se mete em problemas com a justiça, para quem não se lembra em 2004 o artista foi preso sob a acusação de associação ao tráfico de drogas e após o escândalo sua carreira nunca mais foi a mesma.

O marido de Gracyanne Barbosa está afogado em dívidas, a mais famosa delas tem relação com o processo movido por Denilson, que exige 5 milhões de reais do cantor.

Denilson, Belo
Denilson cobrou Belo sobre R$ 5 milhões ao vivo (Foto: Reprodução)

O apresentador da Band alega quebra de contrato por parte de Belo, que deixou o grupo Soweto pouco tempo depois de Denilson ter adquirido os direitos do grupo musical.

Recentemente, o cantor também foi envolvido em um processo de despejo por falta de pagamento de aluguel da casa que mora com Gracyanne e a ação gira em torno de R$ 360 mil.

*Com as informações do otvfoco