Deputada Carla Zambelli foi interrompida pelo governador João Doria Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (28), durante a inauguração de um conjunto habitacional em São Paulo, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) e o governador do estado, João Doria, foram protagonistas de uma discussão. O embate teve início após Zambelli ser interrompida por Doria, que chamou o presidente Jair Bolsonaro de genocida.

Zambelli foi uma das presentes no local e, durante discurso, falou sobre as ações de Bolsonaro na pandemia.

– Bolsonaro não fechou comércios. Bolsonaro não decretou lockdown. Bolsonaro não fez toque de recolher e também não destruiu empregos. O Brasil… – afirmou.

Neste momento então a deputada foi cortada por Doria, que estava próximo dela. O governador atacou o presidente.

– Destruiu vida. Foi isso que fez Bolsonaro: destruiu vidas. Destruidor de vidas, genocida – afirmou.

Zambelli então retomou a palavra e criticou o comportamento de Doria.

– Governador, o senhor está sendo deselegante. É o meu momento de falar. O senhor terá o seu momento. Não se faz isso com uma mulher quando [ela] está ao microfone. Agora [isso] é natural vindo de um governador que já mandou engraxar botas de militares. Eu prefiro engraxar botas de militares […] do que ficar [só] no discurso – apontou a deputada.

Zambelli também se manifestou sobre o episódio em suas redes sociais.

– Na inauguração de unidades habitacionais em SP, João Doria interrompeu meu discurso e gritou feito louco contra o presidente. Nunca imaginei passar por este tipo de saia justa. Mais amor, governador. Sigamos; já temos 90 milhões de doses de vacinas distribuídas pelo governo federal – escreveu.

“Com as informações do Pleno News