governador de São Paulo, João Doria O (PSDB), contraiu mais uma vez covid-19 e cancelou seus compromissos presenciais.

Ele já havia tomado as duas doses da vacina Coronavac e disse estar “muito bem e disposto”. Doria continuará a governar a partir de sua casa, nos Jardins, zona sul de São Paulo. O vice-governador, Rodrigo Garcia (PSDB), o representará nos eventos públicos.

Doria já havia contraído o coronavírus em agosto do ano passado. Naquela ocasião, cumpriu a quarentena de isolamento e não precisou de cuidados médicos fora de sua casa. Desta vez, em uma publicação nas redes sociais, disse que a nova contaminação é um alerta para todos.

O governador está em campanha nas prévias do PSDB para e escolha do candidato do partido à Presidência no ano que vem e esteve no último fim de semana no Mato Grosso do Sul e em Goiás. Na segunda-feira, esteve em um evento com público da Secretaria Estadual da Educação no auditório do Memorial da América Latina. Nesta quarta, participou de um ato em memória do ex-governador André Franco Montoro que reuniu mais de 30 prefeitos do Estado.

“Meu caso serve de alerta para todos que já foram vacinados seguirem respeitando os protocolos. Pois, todos estão suscetíveis a serem infectados e transmitir o vírus, mesmo vacinados”, afirmou o governador.

A população vacinada corre risco menor de contrair formas graves do coronavírus e precisar de leitos de internação. As chances de morrer em decorrência da doença para aqueles que tomaram a vacina são próximas de zero, segundo o estudo clínico que liberou a Coronavac no Brasil. Entretanto, os vacinados em contato com o vírus podem transmiti-lo para outras pessoas e têm chances de desenvolver formas leves da doença.

“Para aqueles que ainda não foram vacinados, meu caso também serve de exemplo, para demonstrar a importância da vacinação para evitar que a doença se agrave, levando à internação ou morte”, escreveu o governador, em sua postagem.

Fonte Estadão