Foto reprodução

O Governo Federal anunciou, na última semana, a abertura de 51.391 vagas através de concursos públicos para o ano de 2020.

Agora, cabe aos concurseiros se prepararem para aproveitar as oportunidades. É o que destaca o empresário e professor de um curso preparatório em Teresina, Gilberto Campelo.

“É uma notícia muito boa para todos os concurseiros, que devem estudar de agora e não esperar o concurso ser lançado. Tem que estudar com antecedência. Se ano passado foi fraco, a nível de concurso, para este ano as expectativas são melhores. Os órgãos federais e carreiras policiais são os editais que mais saem e os mais procurados por oferecerem bons salários, estabilidade, comodidade, poucas horas de trabalho, então tem um atrativo muito grande, mas todos atraem muitos candidatos”, ressalta.

Já o economista Eduardo Lima analisa a notícia como uma prova de que o país está passando por uma fase de recuperação econômica, especialmente das contas públicas. Ele enfatiza ainda que a medida sinaliza que as contas do governo estão se equilibrando.

“Essas vagas não estavam previstas ano passado, tanto que havia uma contingência em 2019, e esse anúncio mostra não só a recuperação da economia como um todo, mas também a recuperação das contas públicas. À medida que se abrem essas vagas, há uma sinalização que as contas do governo estão melhorando, seja em receitas e despesas, e vai melhorar ainda mais a ponto do governo fazer novas contratações”, destaca.

O especialista acredita também que o anúncio das mais de 50 mil vagas é um importante incentivo para os concurseiros e para as empresas que atuam na preparação dos candidatos. À medida que essas vagas são anunciadas, a indústria que gira em torno, como produção de material, cursinhos, profissionais que fazem essas preparações, entre outros, passam a se movimentar. Isso gera renda, fortalecendo e contribuindo para um círculo virtuoso e economia como um todo, gerando renda e emprego”, acrescenta.

Eduardo Lima lembra que o Governo Federal estava com a proposta de enxugar a máquina pública, o que atingia diretamente a contratação de novos servidores através do contingenciamento. Entretanto, o anúncio das novas vagas é visto de maneira positiva para a sociedade como um todo, especialmente para o mercado.

“Todos achavam que haveria um grande contingenciamento nesses quatro anos, mas, com esse orçamento, todos foram pegos de surpresa. Após ser anunciado que as portas foram abertas para novos profissionais, a sociedade como um todo ganha”, enfatiza.

O anúncio

No último dia 20 deste mês, o Governo Federal publicou, no Diário Oficial da União, uma nota referente à Lei Orçamentária Anual anunciando a abertura de mais de 50 mil vagas para concursos públicos em 2020. Ao todo, serão 51.391 vagas, sendo 45.816 mil vagas para cargos diversos e 5.575 vagas para criação, para os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e para Defensoria Pública da União, Ministério Público da União e Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).


CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET


Fonte:Redação Manchete Net/ Portal O Dia/cidades na net