Foto Reprodução

O governo federal enviará neste domingo (19.abr.2020) respiradores para Estados que estão com o sistema de saúde em colapso por causa da pandemia de covid-19. O transporte dos aparelhos produzidos no Brasil será feito por aviões da FAB (Força Aérea Brasileira).

O Amazonas é 1 dos Estados com superlotação nos leitos das UTIs (Unidades intensivas de Tratamento). Em Manaus, falta espaço para armazenar os corpos das vítimas e 1 contêiner frigorífico está sendo utilizado.

Em Fortaleza, o número de internações pela doença quase dobrou em 24 horas. De 2ª feira (13.abr) para 3ª feira (14.abr), passou de 38 para 73. O Ceará é o 3º Estado com mais casos da doença, atrás de São Paulo e Rio de Janeiro.

MINISTRO PARTICIPA DE SEU 1º COMPROMISSO INTERNACIONAL

O ministro Nelson Teich (Saúde) cumpre hoje seu 1º compromisso internacional. Desde 9h, ele participa por videoconferência da reunião dos ministros de Saúde do G20 –grupo composto pelos países com as 20 maiores economias do mundo. O tema principal é a pandemia da covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus) e seus impactos na vida das pessoas.

O G20 reúne chefes de Estados, ministros e autoridades da África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Reino Unido, Rússia, Turquia e União Europeia. Juntos, esses países representam:

  • 90% do PIB (Produto Interno Bruto) mundial;
  • 80% do comércio internacional;
  • 2/3 da população mundial

O grupo tem poder político e econômico para influenciar a agenda internacional, “promover debates sobre os principais desafios globais e adotar iniciativas conjuntas para promoção do crescimento econômico inclusivo e o desenvolvimento sustentável”, segundo texto divulgado à imprensa pelo Ministério da Saúde.

Diretor-geral da OMS também participa do encontroDivulgação/Ministério da Saúde

Apesar de ser 1 compromisso internacional, a reunião deste domingo é feita no âmbito do Ministério da Saúde –e não do Ministério das Relações Exteriores.

Além de representantes de cada Estado integrante do grupo, a OMS (Organização Mundial da Saúde) também participa do encontro. O diretor-geral do órgão Tedros Adhanom Ghebreyesus aparece em foto divulgada pelo Ministério da Saúde do Brasil.

*Com as informações do Poder 360º