GP do Bahrein não receberá público na edição 2020

O Circuito Internacional do Bahrein anunciou neste domingo (8) que o Grande Prêmio de Fórmula 1, programado para o próximo dia 22, será realizado com portões fechados como uma medida preventiva para impedir a propagação do novo coronavírus, que levou ao cancelamento de vários eventos no Golfo Pérsico.

Após consultar nossos parceiros internacionais e a força-tarefa nacional de saúde do reino, o Bahrein tomou a decisão de realizar o Grande Prêmio deste ano como um evento exclusivo para os participantes”, anunciou a organização.

No comunicado, o Circuito Internacional pediu desculpas a todos aqueles que pretendiam visitar o pequeno país árabe para assistir à F-1 e garantiu que o evento será televisionado para “garantir que nem o esporte nem sua base de fãs sejam indevidamente afetados”.

Segundo a agência de notícias oficial do país “BNA”, a decisão de realizar o evento com os portões fechados foi tomada pelo príncipe herdeiro do reino, Salman bin Hamad Al Khalifa, para “proteger a saúde pública dos cidadãos e residentes”.

Até o momento, pelo menos 63 casos do novo coronavírus foram detectados no Bahrein, de acordo com o último boletim divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O país suspendeu eventos internacionais, voos para determinados países e fechou escolas.

“Medidas agressivas de distanciamento social aumentaram ainda mais a eficácia da prevenção da propagação do vírus, algo que seria quase impossível de manter se a corrida continuasse como planejado”, afirmou a organização no comunicado.

CLIQUE AQUI PARA CURTIR A FRON PAGE DA MANCHETENET


Fonte:Redação Manchete Net/Com informações da EFE/jovem pan