Um homem de 31 anos, principal suspeito de ter matado uma mulher de 28 anos, foi preso pela Polícia Civil. Ele teria matado a vítima em frente a filha do casal. Conforme testemunhas, uma briga tinha acontecido na noite anterior ao crime, madrugada do último sábado.

 

O casal ficou oito anos junto e estava em processo de separação, sendo que a mulher já tinha medida protetiva expedida pela Justiça contra o ex-companheiro. O corpo da vítima foi encontrado na rua Comendador Eduardo Secco, bairro Jardim Carvalho, em Porto Alegre. O pai da vítima contatou a Brigada Militar depois que a criança chamou pelos avós na manhã de sábado. Havia sinais de violência e asfixia.

A delegada Tatiana Bastos ressalta que o inquérito deverá ser finalizado ainda nesta semana. “Ouvimos testemunhas, incluindo a mãe da vítima, que confirmou que estavam em processo de separação. Ele já havia deixado a residência do casal”. A policial diz ainda que a morte foi violenta. “Os sinais são de asfixia, e o rosto estava muito lesionado. Ela foi espancada antes de morrer. Foi um crime muito cruel, ainda mais na frente da criança”.

O homem se reservou ao direito de permanecer calado, mas a mãe disse que ele teria reconhecido a autoria do crime.

Fonte: Correio do Povo