Integrante da Campanha “Meninas Ocupam” será presidenta da saúde em Teresina

A proposta foi recebida com satisfação pelo presidente da FMS, Charles Silveira, que afirmou que o projeto é um estímulo ao ingresso feminino em cargos de liderança

Nesta terça-feira (22), a partir das 8h30, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina terá a presidência simbólica de uma integrante da Campanha “Meninas Ocupam”.


Ela, acompanhada do atual presidente Charles Silveira e da equipe da área técnica, percorrerá a obra da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Buenos Aires, cuja entrega está prevista ainda para 2019, e também visitará a maternidade da região, que tem se destacado pela estrutura física e realização de partos humanizados na capital.

Também para o ano de 2019, está prevista a entrega de mais de sete obras de estabelecimentos na área da saúde da FMS. Entre elas, o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) da Zona Sudeste, que deve atender pessoas com transtornos mentais graves, e cinco Unidades Básicas de Saúde (UBS), localizadas na Chapadinha Sul, Buenos Aires, Hugo Prado, Dagma Mazza e Soinho.

A proposta foi recebida com satisfação pelo presidente da FMS, Charles Silveira, que afirmou que o projeto é um estímulo ao ingresso feminino em cargos de liderança. “Junto à FMS, ela pode acrescentar, ser ouvida e contribuir com as decisões, conforme suas experiências de menina. Depois de vivenciar essa experiência, ela poderá inspirar outras a ocuparem posições importantes na sociedade. Como adultos, somos responsáveis por garantir o acesso delas aos seus direitos, que incluem a saúde”.

A ideia de ocupação de cargos em repartições diversas parte da Campanha “Meninas Ocupam”, criada em 2016, pela ONG Plan International. O objetivo é despertar a atenção para os direitos das meninas, proporcionando que elas conheçam o seu potencial, saibam de seus direitos e que contribuam para a diminuição da discriminação de gênero. Atualmente, o movimento se espalha por 72 países.


Fonte:FMS/PMT-PI