Nesta quinta-feira (26), o presidente da República, Jair Bolsonaro, defendeu uma punição à Folha de São Paulo. O motivo é que o jornal acusou o mandatário e seu vice, Hamilton Mourão, por dispararem mensagens passadas pelo WhatsApp ao longo da campanha eleitoral de 2018. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) inocentou a chapa da acusação.

– Deu trabalho ao TSE, mas tinha que ter uma punição para o PT e uma punição para a Folha de São Paulo. É comum acontecer isso daí. Um jornalzinho lá do interior do bairro faz uma matéria mentirosa, acontece. E alguém leva no Ministério Público e aquela pessoa passa a ser investigada em cima daquela mentira. Quero ver o que que os jornais vão publicar amanhã. Se é que vão publicar alguma coisa sobre a decisão do TSE no dia de hoje – declarou o presidente durante uma live.

Em suas redes sociais, o mandatário também comentou o caso e afirmou que “mais uma narrativa” foi “jogada na latrina”. Para ele, o jornal publicou uma “fake news”.

– O TSE decidiu que não houve disparos em massa de mensagens via WhatsApp durante campanha eleitoral pelo então candidato à presidência da República, Jair Messias Bolsonaro. Mais uma narrativa montada pelos canalhas jogada na latrina! Como funciona: Folha de São Paulo publica fake news sobre Bolsonaro, com a matéria o PT ajuíza ação no TSE, mas Bolsonaro é absolvido – escreveu Bolsonaro em seu Twitter.

Fonte:Pleno News