Deputado federal André Janones

O alerta feito pelo deputado federal André Janones (AVANTE-MG), a respeito da necessidade de o governo prorrogar o Auxílio Emergencial para 2021, agora se uniu a outras vozes que ecoam no Senado Federal.

Senadores que representam vários Estados do país, manifestaram interesse na prorrogação do benefício.

Um deles, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), propôs através de sua conta no Twitter, que o Congresso Nacional seja convocado de forma extraordinária para analisar a Medida Provisória (MP) 1.000/2020 que prorroga o auxílio emergencial até o fim de 2020 e alterar o texto para ampliar o prazo do auxílio por mais três ou seis meses. Segundo o senador, são 14 milhões de brasileiros sem nenhuma outra fonte de renda, que estarão abandonados à própria sorte

Para a senadora Zenaide Maia (Pros-RN), o Auxílio Emergencial deve ser mantido em 2021. Ela apresentou um Projeto de Lei (PL 2.928/2020), que propõe a prorrogação do benefício.

Outro projeto, dos senadores Rogério Carvalho (PT-SE) e Paulo Rocha (PT-PA), estende o pagamento do auxílio emergencial durante todo o primeiro semestre de 2021 (PL 5.494/2020).

Calamidade Pública

Além da prorrogação do Auxílio Emergencial, dois senadores também apresentaram projetos que prorrogam o estado de calamidade pública.

Trata-se dos senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Esperidião Amin (PP-SC). Os parlamentares querem que o estado de calamidade vá até o fim de março de 2021 (PL 5.495/2020). Pela proposta, o valor do auxílio seria de R$ 300 ou R$ 600, conforme a condição do beneficiário.

O deputado André Janones já havia enviada para a Câmara o PL 5536/2020, que prorroga o benefício no valor de R$600.

O Projeto aguarda o despacho do presidente da Câmara.

*Com as informações do BR104